Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/11/15 às 18h53 - Atualizado em 30/10/18 às 15h13

Secretaria de Saúde fará mutirão na ortopedia

COMPARTILHAR

Anúncio foi feito pelo secretário durante visita ao Hospital Regional do Paranoá

BRASÍLIA (5/11/15) – Até o final de novembro a Secretaria de Saúde promoverá um mutirão na área de ortopedia. A informação foi dada, nesta quinta-feira (5), pelo secretário Fábio Gondim, durante visita ao Hospital Regional do Paranoá (HRPa), unidade que é referência em cirurgias de mão e coluna. De acordo com o gestor, o objetivo da ação é reduzir o tempo de espera pela realização do procedimento, a exemplo do que já acontece na área de câncer de mama.

Mensalmente, o HRPa faz 60 cirurgias de mão e 30 de coluna. Apesar desses índices, ainda há retenção, conforme relata o paciente de ortopedia Álen da Silva, que aguarda uma intervenção no pulso há dez dias. “A minha cirurgia é simples, mas a gente acaba aguardando mais que devia por falta de médico, a gente precisa trabalhar”, desabafou Silva.

Vendo a reclamação do paciente, o secretário de Saúde, Fábio Gondim, afirmou que está no hospital para fazer com que situações como essa não sejam frequentes. “A ideia é que façamos um mutirão de cirurgias ortopédicas nos próximos dias. Queremos usar duas ou mais unidades e muitos médicos para acabar com essa fila”, destacou o gestor, ao frisar que os detalhes desta força tarefa ainda estão sendo acertados.

REALIDADE DA REDE – A visita ao Paranoá faz parte do programa “Saúde de Ponta a Ponta”. Durante três horas, Gondim, acompanhado do Grupo Multidisciplinar de Ações Estratégicas de Saúde (GMAES), percorreu áreas como centros cirúrgico e obstétrico, UTI, farmácia, unidade de ortopedia e enfermarias. Para o secretário, visitas como essa são didáticas. “É diferente ver pessoalmente, você acaba tendo conhecimento de coisas que não sabia como estavam funcionando” ressaltou.

Os médicos da emergência e do centro cirúrgico da unidade aproveitaram a oportunidade para solicitar a aquisição de equipamentos cirúrgicos e contratação de recursos humanos para a melhoria do serviço prestado à população. O secretário de Saúde, por sua vez, reconheceu que há muita coisa a ser feita, mas destacou que “espera um trabalho em conjunto para conseguir resultados positivos”.

ESTRUTURA – A Regional de Saúde do Paranoá conta com um hospital regional, inaugurado em 25 de março de 2002, dois centros de saúde, sendo um localizado no Itapoã, e dois centros de atenção psicossocial (Caps), um deles especializado em atendimento a dependentes de álcool e drogas.

Galeria de fotos