Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/10/13 às 12h28 - Atualizado em 30/10/18 às 15h08

Seminário Internacional discute saúde e adolescência

COMPARTILHAR

Delegações de 13 países visitarão duas unidades de saúde do DF

 

Brasília receberá 13 países participantes do Seminário Internacional “Saúde, Adolescência e Juventude: promovendo a equidade e construindo habilidades para a vida”, de 16 a 18 de outubro. A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) atua como apoiadora e apresentará às delegações duas unidades de saúde: o Adolescentro, na 605 Sul, e o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) do Itapoã, no Paranoá, nesta terça-feira (15).

“O papel da SES/DF nesse evento é reforçar as políticas públicas de atenção à saúde dos adolescentes, especificamente, no que se refere à saúde sexual e reprodutiva”, comenta a chefe do Núcleo de Atenção Integral à Saúde do Adolescente (NUSAD), Wânia Teles.

Durante a visita às unidades de saúde, os representantes de cada país receberão kits que contêm a cartilha da Política Nacional de Atenção Básica (PNAB), revistas sobre saúde sexual e reprodutiva, além da Caderneta de Saúde do Adolescente desenvolvida pelo Ministério da Saúde e implementada no DF desde 2010. “Essa Caderneta é o nosso instrumento didático, por focar a saúde sexual para a faixa etária dos 10 aos 19 anos”, informa.      

Segundo a chefe do NUSAD, o interesse das delegações desses países é conhecer como funciona o Sistema Único de Saúde (SUS) e como se desenvolve o atendimento para os adolescentes tanto na Atenção Primária, exemplificada pelo NASF do Itapoã,  quanto na Secundária, representada pelo Adolescentro.

O Seminário

O evento tem como objetivo promover a troca de conhecimentos e boas práticas entre especialistas, gestores, profissionais e lideranças juvenis sobre a importância da saúde, em especial a saúde sexual e reprodutiva, para que adolescentes e jovens tenham seus direitos assegurados e alcancem seu pleno potencial.

Com transmissão ao vivo pela internet, o Seminário contará com a presença de 205 convidados. Os 13 países participantes são Argentina, Colômbia, Cuba, El Salvador, Equador, Etiópia, Guiana, Moçambique, Nigéria, Peru, Tailândia, Uruguai e Venezuela.

O evento é organizado pelo Ministério da Saúde (MS), numa iniciativa da Coordenação de Saúde de Adolescentes e Jovens (ASAJ) do Departamento de Ações Programáticas Estratégicas (DAPES) da Secretaria de Atenção à Saúde (SAS); Secretaria Nacional de Juventude (SNJ); e Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).

O seminário conta ainda com o apoio do GDF (Secretaria de Saúde, Secretaria de Cultura e Fundo de Apoio à Cultura). Além disso, mobiliza várias áreas do MS e entidades parceiras, como a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM), Secretaria de Direitos Humanos (SDH), Ministério da Educação (MEC), Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e Universidade Católica de Brasília, além de 11 redes de organizações da sociedade civil que trabalham com temas de juventude.

Confira a programação em:

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/programacao_seminario.pdf 

Patrícia Kavamoto