Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/01/14 às 20h39 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

SES/DF qualifica servidores para atendimento em polos de Terapia Comunitária

COMPARTILHAR

A 1ª turma de Terapeutas Comunitários do Distrito Federal, qualificada pela Secretaria de Saúde (SES/DF), conclui o curso de formação no início do próximo mês. São 49 servidores que participam de capacitação para dar continuidade aos atendimentos nos 23 pólos de Terapia Comunitária (TC) espalhados pelo Distrito Federal.

A capacitação visa colaborar com a manutenção das técnicas e a possibilidade de maior produção de pesquisa na área. Os profissionais irão concluir o curso de Terapia Comunitária com carga horária de 360h, com a chancela do Movimento Integrado de Saúde Comunitária do Distrito Federal – MISMEC-DF.

A SES/DF já conta com 23 pólos de TC nas regionais de Ceilândia, Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo, Park Way, Gama, Guará, Varjão, Paranoá, Planaltina, Recanto das Emas, Samambaia, Sobradinho, Asa Sul, Taguatinga, Santa Maria e no Instituto de Saúde Mental no Riacho Fundo I. Todos esses locais contam com um ou mais pólos de TC que tiram os consultórios de um lugar comum para o encontro da comunidade.

Além de tratar das doenças do corpo, a Terapia Comunitária busca tratar das doenças do corpo e da alma. Depressão, ansiedade, angústia, solidão… Cada um tem o seu motivo para participar. Algumas dessas pessoas são indicadas pelos médicos para participarem dos grupos, mas o acesso é livre para o público em geral, basta procurar um dos polos das regionais (tabela).

Segundo o coordenador Alexandre Staerke, os encontros acontecem em rodadas semanais ou quinzenais com grupos de até 20 pessoas. Primeiro as regras são estabelecidas para deixar o participante à vontade, sem críticas, sem opiniões, apenas uma troca de experiências. Os temas são determinados pelo próprio grupo com o desafio de não interferir nas decisões dos participantes e sim fazer com que ele tenha mais perguntas e menos certezas na hora de tomar decisões. “Coisas que não se falam adoecem a alma e para falar é preciso perceber que outras pessoas também passaram por isso”, acrescentou Staerke.

Você pode encontrar um grupo de Terapia Comunitária nas unidades abaixo: 

Regional

UNIDADES

 

Ceilândia

CAPS – AD em Ceilândia

 
 
 

Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo e Park Way

CSCAND 01

 
 

Gama

CSG 01

 

CSG 02

 

Guará

CSGu 01

 

CSGu 02

 

CAPS – AD do Guará

 

Norte

CSB 13

 

CS Varjão

 

Paranoá

CSPa 01

 

Planaltina

UNIDADE DE SAÚDE MENTAL / CAPS II – Planaltina

 
 

Recanto das Emas

Clínica da Família  02 – Qd 308

 

Samambaia

CSSAM 02 – NASF

 
 

CAPS – AD de Samambaia

 
 

Sobradinho

CSS 03

 

CAPS – AD de Sobradinho

 
 

Asa Sul

HMIB

 
 

CAPS III AD – RODOVIÁRIA

 
 

Taguatinga

CST 02

 

CST 07

 

Unidade Mista de Taguatinga

 

Santa Maria

CAPS – AD de Santa Maria

 

ISM

Instituto de Saúde Mental

 
 
 

Por Luana Lemes, da Agência Saúde DF

Atendimento à imprensa:

(61)3348-2547/2539 e 9862-9226