Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/06/16 às 20h07 - Atualizado em 30/10/18 às 15h15

Simpósio celebra Dia de Conscientização da Violência contra o Idoso

COMPARTILHAR

Evento será realizado nesta quarta-feira (15) e terá apoio da Secretaria de Saúde

BRASÍLIA (14/6/16) – Nos últimos dois anos, o Distrito Federal registrou 213 casos de violência contra o idoso, conforme dados do Sistema de Informações de Agravos de Notificação da Secretaria de Saúde (Sinan/ SES-DF). Para debater sobre o assunto, nesta quarta-feira (15), Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, será promovido o “Simpósio Cuidar para Prevenir a Violência Contra a Pessoa Idosa”.

Realizado no Auditório Fiocruz, localizado no Campus Universitário Darcy Ribeiro, o evento é promovido pela Associação Brasileira de Alzheimer (ABRAz) e conta com o apoio da Secretaria de Saúde do Distrito Federal e da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos.

“É importante prevenir a violência em todas as faixas etárias, mas a situação do idoso, geralmente, é mais negligenciada e menos visível. Quanto mais dependente é o idoso, mas chances ele tem de sofrer violência”, alertou a gerente de Ciclos de Vida da Saúde, Thaís Garcia Amancio.

Segundo ela, a estimativa da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep) do órgão, com base no censo do IBGE, é de que residam 273.903 pessoas acima de 60 anos na capital do país. Para 2.050, a expectativa é que 30% dos brasileiros se enquadrem nessa faixa etária.

Para saber detectar a violência contra o idoso, durante o simpósio, a coordenadora da Geriatria, Larissa Oliveira, explicará como fazer a identificação pela observação de sinais físicos e psicológicos. Além disso, na programação, também estão previstos debates com outros profissionais, mesa redonda, bem como palestras sobre: “Violência contra a pessoa idosa e cuidados: do que estamos falando?” e “Idosos frágeis: identificação das necessidades de cuidado, sinais de negligência e maus tratos”.

Para participar, é necessário enviar e-mail para abrazdf.eventos@gmail.com, informando nome, profissão e instituição de origem.

ENTENDA – A violência contra a pessoa idosa pode ser classificada como: física, sexual, psicológica, econômica/financeira, abandono, negligência e autonegligência.
“Muitas vezes, o idoso não tem como se defender e fica vulnerável. No caso da violência patrimonial, os familiares ficam com o dinheiro sem o consentimento. Há também a violência institucional, quando as entidades cometem violações aos direitos do idoso”, esclareceu a Gerente de Ciclos de Vida da Saúde.

DENUNCIE – Os casos de violação dos direitos do idoso podem ser relatados a autoridade policial, Ministério Público, Conselho do Idoso, delegacias, defensoria pública e disque direitos humanos pelo telefone 100.

SERVIÇO
Simpósio Cuidar para Prevenir a Violência Contra a Pessoa Idosa
Data: 14/6, das 8h às 17h
Local: Auditório Fiocruz, localizado no Campus Universitário Darcy Ribeiro, Gleba A, L3 Norte.

PROGRAMAÇÃO