Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/06/14 às 20h51 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

Transfusão sanguínea foi tema de palestra em Samambaia

COMPARTILHAR

Objetivo de informar a equipe sobre a importância dos procedimentos 

Profissionais de saúde do Hospital Regional de Samambaia (HRSam) participaram nesta quarta-feira (4), da palestra Padronização de Formulários de Pedidos Transfusionais, que teve o objetivo de informar a equipe sobre a importância de realizar o procedimento de acordo com a legislação vigente, além de explicar sobre a nova técnica de exames pré-transfusionais, a técnica em gel.

“Esse foi um momento importante, em que foi possível conscientizar e atualizar a equipe médica e de enfermagem sobre a nova técnica em gel e também sobre a implantação do novo formulário de pedido transfusional, conforme a atual portaria”, informa a médica hematologista e hemoterapeuta da Agência Transfusional de Samambaia, Ana Elisabete Holanda Vilela de Andrade.

De acordo com a médica, a técnica em gel para exames hemoterápicos substitui a técnica em tubo tradicional. “É um método mais preciso e seguro. A palestra de hoje foi também importante para deixá-los cientes do tempo que é necessário para essa técnica, pois é uma técnica que garante segurança ao ato transfusional, porém demanda mais tempo que a técnica em tubo”, acrescentou a médica. Além disso, a palestra esclareceu também as condutas técnicas da Agência Transfusional frente a uma transfusão.

“Esse treinamento orientou para o preenchimento adequado do novo formulário de requisição transfusional, que está completamente de acordo com o que é imposto pela Portaria n° 2.712/2013”, reforçou a biomédica e supervisora técnica da Agência Transfusional de Samambaia, Amanda Itaiciara Esteves Pereira Soares.

A palestra foi promovida pela Agência Transfusional (Banco de Sangue) de Samambaia, com o apoio do Núcleo de Educação Permanente em Saúde (NEPS).

Portaria

A Portaria n°. 2.712 de 12 de novembro de 2013, do Ministério da Saúde, redefine o regulamento técnico de procedimentos hemoterápicos, estabelecendo em seus princípios gerais, que a transfusão de sangue e seus componentes deve ser utilizada de forma criteriosa.

Iêda Oliveira, da Agência Saúde DF