Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/08/19 às 9h04 - Atualizado em 20/08/19 às 15h59

UBS 1 de Águas Claras forma grupos para tratar hipertensão, diabetes e outros problemas

COMPARTILHAR

Pacientes recebem orientação, acompanhamento e encaminhamentos

 

Foto: Brito/Arquivo-SES

Com a adesão de até 30 pacientes por encontro, a Equipe 5 de Saúde da Família da Unidade Básica de Saúde (UBS) 1 de Águas Claras oferece acompanhamento e orientação a pacientes hipertensos e diabéticos. Os profissionais ganharam a simpatia dos participantes por extrapolarem o propósito inicial do grupo e tratar de outros temas relacionados à saúde em geral.

 

No Grupo de Hiperdia, a equipe aborda temas de interesse dos pacientes, como o uso de plantas medicinais no tratamento da andropausa e da menopausa, por exemplo. Em atividade há sete anos, o grupo se reúne uma vez por mês, nas manhãs de sábado.

 

Diagnosticado há dez anos com diabetes e hipertensão, Celso Pavan da Silva busca todos os cuidados de saúde na unidade. “Participo do Hiperdia e de quase todas as atividades de grupo da unidade. O atendimento é excelente e os profissionais são nota dez. Só tenho que agradecer”, comemora.

 

Celso Pavan da Silva foi, recentemente, diagnosticado com mal de Parkinson. “Eles explicam o que pode ser feito e o que não pode. E ainda tem a parceria com uma universidade, o que ajuda muito. É muito didático”, reconhece.

 

As atividades aos sábados são desenvolvidas em parceria com uma universidade privada, que colabora com inovações, dinâmicas e eventos voltados aos pacientes do grupo.

 

Foto: Divulgação/Saúde-DF

Empenhada em cuidar da saúde e do bem-estar dos pacientes, a enfermeira Elaine Cristina Santana é um das servidoras que comandam as atividades do Hiperdia. Ela explica que a escolha pelas manhãs de sábados ocorreu devido ao menor fluxo de pessoas no local, o que possibilita dar mais atenção aos participantes.

 

“No grupo também damos informações sobre a carta de serviços da unidade, além de promover o fortalecimento do vínculo entre a equipe e os pacientes. Tratamento vip mesmo”, brinca Elaine Cristina.

 

HUMANIZAÇÃO – Os profissionais de saúde aproveitam a ida dos pacientes à unidade para agendar as consultas, avaliar o pé diabético ou recomendar os exames de rotina que estão em atraso. “Não ficamos só na caixinha da hipertensão e diabetes”, confirma a enfermeira.

 

Ela explica: “Falamos de tudo: depressão, suicídio, coleta de prevenção contra o câncer de colo de útero e tudo o que influencia na saúde física e psíquica da população que assistimos”. Elaine frisa que todos os pacientes são chamados pelo nome.

 

CONFRATERNIZAÇÃO – O momento do encontro em grupo também é de confraternização. A equipe providencia um lanche com frutas, chás e outros preparos que fazem parte da orientação para uma alimentação saudável. Esse momento também inclui troca de receitas para inovar no cardápio de casa.

 

Foto: Divulgação/Saúde-DF

SERVIÇO – A gerente de Serviços de Atenção Primária, Núbia dos Passos Souza Falco, esclarece que a UBS 1 de Águas Claras é composta por cinco Equipes de Saúde da Família. Os profissionais atendem mais de 22 mil habitantes do Areal e outros 4 mil de Arniqueiras.

 

“Todas as equipes desenvolvem o trabalho de grupo com os pacientes diabéticos e hipertensos, cada equipe em um dia e horário diferente da semana” conta Núbia. A maioria das UBS da Região de Saúde Sudoeste possui grupos organizados visando a prevenção e o acompanhamento de doenças crônicas.

 

 

Josiane Canterle, da Agência Saúde