Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/03/20 às 9h31 - Atualizado em 24/03/20 às 14h49

Estrutura é montada para atender pacientes com problemas respiratórios

COMPARTILHAR

Espaço fica na área da UPA do Núcleo Bandeirante

 

Uma parceria entre o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF), a Secretaria de Saúde e o Ministério da Saúde (MS) para fortalecer o combate e a disseminação do coronavírus permitiu a instalação, em tempo recorde, de uma estrutura de atendimento rápido para pacientes com sintomas respiratórios.

 

A tenda está montada na área da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Núcleo Bandeirante e começa a funcionar nesta segunda-feira (23), a partir das 7 horas da manhã até 1 hora da madrugada, todos dias da semana. Se for necessário, o atendimento será 24 horas por dia.

 

Neste sábado (21), o diretor-presidente do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde (IGESDF), Sérgio Costa, juntamente com o coordenador geral de urgência do Ministério da Saúde, Marcelo Barbosa, o arquiteto hospitalar do setor de urgência da pasta, Thiago Almeida, e a superintendente de Atenção Pré-Hospitalar do IGESDF, Nadja Regina, visitou o posto de atendimento.

 

Segundo o diretor-presidente do IGESDF, Sérgio Costa, “essa é mais uma alternativa que estamos construindo, em parceria com o Ministério da Saúde e a Secretaria de Saúde, no sentido de ampliar o atendimento, de forma rápida e eficaz, àqueles pacientes com dificuldades respiratórias e que possam estar com a Covid-19”. O gestor ressaltou a preocupação do governador Ibaneis Rocha com as medidas de prevenção ao coronavírus e de ampliação do atendimento a quem estiver com a doença. “O governador tem agido com rapidez e segurança e nos cobra, diariamente, alternativas para melhorar ainda mais o acolhimento dessas pessoas”, acrescentou.

 

Marcelo Barbosa, como representante do Ministério da Saúde, aprovou a estrutura, considerou que “ficou perfeita, passível de atendimento das necessidades da população”, e exaltou o fato de ter sido construída e equipada em tempo recorde.

 

A estrutura conta com uma sala para triagem/classificação, oito poltronas para atendimentos e medicação (se necessário) e dois leitos de emergência. Os pacientes que chegarem com sinais e sintomas que preencham os critérios de definição de caso suspeito serão acolhidos e encaminhados para espaço reservado.

 

Aqueles que apresentarem os sintomas, terão amostras coletadas e encaminhadas ao Lacen para verificação. Os considerados suspeitos serão orientados a fazer isolamento em suas residências. Pacientes que forem direcionados para os leitos de emergência, vão ser estabilizados e imediatamente transferidos para um hospital de referência da rede pública.

 

Foram contratados 19 servidores para realizar o atendimento neste posto. Serão dois enfermeiros, dois técnicos em enfermagem e dois médicos, por turno durante o horário de atendimento.

 

As novas evoluções no cenário epidemiológico do coronavírus poderão implicar mudanças no plano de contingência atual, do DF e nacional. O cenário está sendo monitorado sistematicamente, tendo em vista o desenvolvimento de conhecimento científico e evolução dos quadros, para garantir que o nível de resposta seja adequado e as medidas correspondentes sejam adotadas.

 

Texto: Ascom/IGESDF

Fotos: Davidyson Damasceno/IGESDF