Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/05/16 às 17h30 - Atualizado em 30/10/18 às 15h14

Vale do Amanhecer terá ação contra o Aedes Aegypti

COMPARTILHAR

Equipes vão orientar os moradores sobre o combate ao mosquito e o SLU fará coleta de lixo

BRASÍLIA (17/05/16) – “Para eliminar os focos do mosquito Aedes aegypti, a providência mais importante é olhar para a própria casa e para o próprio quintal”. A afirmação, da enfermeira Elenice José Pereira, do Grupo Executivo Intersetorial de Gestão do Plano Regional de Prevenção e Controle da Dengue (Geiplan Dengue) de Planaltina-DF, define a base das ações de manejo ambiental que serão realizadas no Vale do Amanhecer. As atividades de divulgação/orientação ocorrerão de 18 a 20 de maio, e nos dias 23 e 24, será feita a coleta de recipientes e objetos que podem servir de criadouros do mosquito.

Na primeira fase, de divulgação, agentes comunitários de saúde, em trabalho coletivo com agentes de vigilância ambiental, realizam visitas casa a casa para orientar os moradores sobre quais os tipos de materiais que deverão ser recolhidos, por exemplo: tampas e garrafas pet, brinquedos, copos descartáveis, sacolas de plástico, latas, tanques, caixas d'água e vasos sanitários em desuso, entre outros. Na segunda etapa, o material será recolhido pelo Serviço de Limpeza Urbana e deverá ser colocado à frente das residências.

“Além da orientação pessoal, os agentes também distribuirão folhetos explicativos que contêm os cuidados a serem tomados para a eliminação dos focos do Aedes aegypti – ação fundamental para a redução dos índices de ocorrência da dengue, chicungunha e zika vírus”, alerta Elenice Pereira. Para ela, cada morador deve se conscientizar que os focos causadores da proliferação e transmissão ocorrem dentro da residência, no quintal da casa ou no dos vizinhos, pois “o Aedes aegypti não voa longe e, se cada pessoa se responsabilizar por sua casa ou quintal, o problema será substancialmente reduzido.

Cerca de 40 profissionais integrados ao Geiplan Dengue de Planaltina atuarão nas ações de manejo ambiental. Ao lado das atividades de prevenção realizadas diretamente nas residências, estão previstas a limpeza de praças e vias públicas, “com a finalidade de alterar as condições do meio que propiciem o desenvolvimento de focos do mosquito”.