Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/02/20 às 15h56 - Atualizado em 17/02/20 às 16h14

Vigilância Ambiental aplica fumacê em presídio feminino

COMPARTILHAR

 

Objetivo foi eliminar focos do mosquito Aedes aegypti

 

Em mais uma ação de combate à dengue, agentes de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde estiveram, na última sexta-feira (14), na Penitenciária Feminina do Distrito Federal, popularmente conhecida como Colméia e aplicaram fumacê no local. Além disso, passaram pelo terreno da unidade e eliminaram todos os possíveis focos do Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chicungunya.

 

“Na inspeção, passamos com nossos veículos o fumacê pesado na área externa da penitenciária, para eliminar os berçários onde nasce o Aedes. Já o Ultra Baixo Volume (UBV) costal passamos dentro dos blocos, para matar os mosquitos intradomiciliares”, conta a chefe do Núcleo de Vigilância Ambiental de Santa Maria, Suely Duarte.

 

Na ação, as equipes de Vigilância Ambiental da Santa Maria e do Gama se uniram para cobrir o maior número possível de locais na Colméia. No momento da aplicação, dentro do presídio, as detentas foram retiradas para o pátio onde tomam sol, voltando uma hora depois que o fumacê se dissipou no ambiente.

 

A previsão é que os agentes de Vigilância Ambiental voltem à unidade penitenciária, nesta segunda-feira (17) para concluírem os trabalhos nos dois blocos restantes.

 

A última aplicação de fumacê na Colméia foi realizada em outubro do ano passado. Todos os presídios passam por inspeção da Vigilância Ambiental para verificar focos do Aedes aegypti.

 

Leandro Cipriano, da Agência Saúde
Fotos: Divulgação/Saúde-DF