Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/04/19 às 17h17 - Atualizado em 12/04/19 às 17h46

Vigilância Sanitária faz inspeção em peixarias da Feira do Guará

COMPARTILHAR

Até 18 de abril, a vistoria vai acontecer em 150 estabelecimentos comerciais

 

A equipe de Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde fez, nesta sexta-feira (12), uma fiscalização em duas peixarias da Feira do Guará. A visita faz parte da Ação de Páscoa, iniciada na semana passada, e que, até 18 de abril, pretende vistoriar, pelo menos, 150 estabelecimentos, entre feiras, comércio local, supermercados e hipermercados.

 

“As visitas estão sendo feitas por equipes de 22 núcleos de inspeção, em todas as regiões administrativas do Distrito Federal. Os agentes, a princípio, dão as orientações e um prazo para as adequações. Depois, retornam ao estabelecimento para ver se foram feitas as mudanças”, explica o gerente de Fiscalização da Vigilância Sanitária, Leonardo Correa.

 

RECOMENDAÇÕES – Ele diz, ainda, que caso o local não tenha feito as alterações solicitadas, é autuado ou, ainda, interditado. No ano passado, 16 estabelecimentos foram intimados a corrigir irregularidades, mas nenhum foi fechado ou autuado.

 

Na visita desta sexta-feira, nada de irregularidades. Apenas pequenas observações, fáceis de serem resolvidas. Para o dono de uma das peixarias, a fiscalização é importante para atestar aos clientes a qualidade dos produtos. “Estamos sempre atentos às normas, não somente perto da Semana Santa, mas durante o ano inteiro”, assegura Gustavo Oliveira.

 

QUALIDADE – “Em geral, as peixarias do Distrito Federal mantêm-se dentro dos padrões de qualidade”, diz o gerente de Alimentos da Vigilância Sanitária, André Godoy.

 

Ele observa que os problemas mais comumente encontrados estão na refrigeração, na origem do peixe e nas boas práticas de higiene. “O peixe é o mais perecível dos perecíveis. Por isso, é preciso ter muito cuidado com o armazenamento. Devem estar a uma temperatura perto de zero grau”, explica Godoy.

 

Os agentes da Vigilância observam, ainda, se os funcionários estão paramentados de forma correta, se os peixes e outros frutos do mar estão em boa qualidade e também verificam a câmera fria. “Normalmente, os peixes da vitrine são os mais bonitos. Precisamos ver, com mais rigor, os que estão guardados”, alerta.

 

 

Alline Martins, da Agência Saúde

Fotos: Mariana Raphael/Saúde-DF

 

 

 
Vigilância Sanitária faz inspeção em peixarias da Feira do Guará