Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/02/21 às 13h36 - Atualizado em 19/02/21 às 19h41

Zika Vírus

COMPARTILHAR

 

A doença

 

O zika é uma doença viral transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti. O vírus recebeu esse o nome após ser detectado em macacos na floresta Zika, na Uganda, em 1947. O primeiro caso confirmado no Brasil foi em abril de 2015.

Apesar de ser transmitido pela picada do mosquito fêmea Aedes aegypti, o vírus já foi identificado no sangue, no leite materno, no sêmen, em fluidos vaginais, na urina e na saliva das pessoas infectadas, podendo a transmissão acontecer por relações sexuais com pessoas infectadas (mesmo se as pessoas ainda não tiverem os sintomas) e de mãe para filho em caso de infecção durante a gravidez.

 

Sintomas

 

Pessoas infectadas pelo vírus zika podem não perceber a doença, pois ela é assintomática em 80% dos casos. Porém, os sintomas clínicos mais comuns são febre baixa, dores da cabeça e nas articulações, manchas vermelhas na pele, coceira e vermelhidão nos olhos. Em caso de sintomas, procure a unidade de saúde mais próxima.

 

Tratamento

Não há um tratamento específico nem vacina contra o vírus zika. O tratamento voltado para os casos sintomáticos é baseado no uso de antitérmicos (paracetamol e dipirona) e anti-inflamatórios livres de ácido acetilsalicílico (AAS), devido ao risco de hemorragias descritas nas infecções por outros flavivírus.

 

Prevenção

 

Evite regiões epidêmicas, elimine focos de proliferação do mosquito Aedes aegypti, não deixe água parada em pneus, garrafas ou vasos, verifique se a caixa d’água está devidamente fechada, lave com escova as paredes de algum recipiente que possa conter líquidos. Use repelente, e preservativo nas relações sexuais.