Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/04/19 às 10h42 - Atualizado em 2/05/19 às 13h57

Ações educativas reforçam a cultura de Segurança do Paciente no HRSAM

COMPARTILHAR

 

Hospitais da Região de Saúde Sudoeste investem na prevenção

 

Falar de segurança do paciente significa salvar vidas. Com este objetivo, o Núcleo de Segurança do Paciente, do Hospital Regional de Samambaia, promoveu ações educativas nas diferentes unidades do hospital. As atividades fazem parte do Mês de Segurança do Paciente, bem como do projeto Paciente Seguro, do Ministério da Saúde, em parceria com o Hospital Moinhos de Vento.

 

“Fomos até os setores onde os servidores participaram, lendo os indicadores relacionados às seis metas de segurança do paciente e fizemos uma dinâmica sobre comunicação efetiva entre os profissionais de saúde. Também vamos premiar a UTI com um café da manhã em outro momento, por ter sido o setor que mais realizou notificações de eventos adversos ao Núcleo de Segurança”, detalhou a chefe do Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente do HRSAM, Gabriela Prado.

 

CENÁRIO – Essa preocupação do HRSAM e dos demais hospitais da rede pública de saúde do Distrito Federal se justifica diante dos números. Conforme dados do Anuário da Segurança Assistencial Hospitalar no Brasil, produzido pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais, referentes ao ano de 2016, eventos adversos, que envolvem as práticas de segurança do paciente, são a segunda maior causa de morte de pacientes dentro dos hospitais no Brasil.

 

Por dia, segundo o estudo, 829 brasileiros morrem devido a acidentes e situações evitáveis em hospitais. Isso significa que erros de dosagem ou de medicamento, uso incorreto de equipamentos e infecção hospitalar mataram 302.610 pessoas nos hospitais públicos e privados brasileiros naquele ano. Segundo a Organização Mundial de Saúde, anualmente, morrem 42,7 milhões de pessoas no planeta em razão de eventos adversos.

 

PACIENTE SEGURO – O HRSAM é um dos hospitais selecionados para fazer parte do projeto “Paciente Seguro”, desenvolvido pelo Hospital Moinhos de Vento, em parceria com Ministério da Saúde, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS).

 

O objetivo dessa parceria é realizar um diagnóstico da estrutura e processos hospitalares para construção de um plano de ação com vistas ao melhor desempenho dos fluxos e processos hospitalares. Trata-se de apoio técnico, através de consultorias e monitoramento, para a efetiva implantação de protocolos, de forma que os profissionais tenham competências para executar ciclo de melhoria contínua, mantendo a cultura de segurança e qualidade.

 

HRT PROMOVE 1º SEMINÁRIO – Outra unidade de saúde a fazer capacitação dos servidores foi Hospital Regional de Taguatinga, que realizou o seu primeiro seminário, com o tema Inovação em Qualidade e Segurança do Paciente. O evento reuniu 141 servidores, que ouviram sobre a importância da segurança do paciente.

 

 

Josiane Canterle, da Agência Saúde

Leia também...