Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/03/13 às 17h56 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

Ações em presídios lembram Dia de Combate à Tuberculose

Palestras e exames para identificação de novos casos

O Dia Mundial de Combate à Tuberculose (24 de março) será lembrado pela Secretaria de Saúde com uma série de ações nos presídios e na Unidade de Acolhimento de Taguatinga. A programação, que começa nesta quarta-feira, 20, e vai até o dia 19 de abril, inclui palestras, sensibilização e busca ativa de novos casos da doença. O objetivo é mostrar que a tuberculose tem tratamento e cura e fazer o diagnostico precoce.

A programação será realizada em todas as unidades prisionais do Distrito Federal. Nesta quarta e quinta-feira (20 e 21) serão divulgadas orientações sobre a doença por meio de faixas, cartazes e panfletagem na entrada dos presídios para sensibilização dos visitantes, a partir das 9h. Dias 25 e 26 haverá sensibilização dos servidores da Segurança Pública que trabalham nas penitenciárias.

Já entre os dias 15 e 19 de abril técnicos da SES realizam busca ativa de novos casos de tuberculose na Penitenciária do Distrito Federal II (Papuda). Durante a ação será feito um mutirão de exames de basciloscopia e cultura em detentos com sintomas respiratórios.

Além dos presídios, a programação inclui palestra de sensibilização e busca ativa de casos na Unidade de Acolhimento para Homens e Famílias (Albercon) em Taguatinga, no dia 22. No dia 8 houve sensibilização para os servidores (psicólogos e assistentes sociais) no mesmo local e no dia 14 busca ativa de casos e sensibilização da equipe de enfermagem no lar dos idosos Maria Madalena, no Núcleo Bandeirante.

As ações do Programa de Tuberculose do DF são promovidas pelo Núcleo de Pneumologia Sanitária da Gerência de Doenças Crônicas e Agravos Transmissíveis e a Gerencia de Saúde no Sistema Prisional, em parceria com o Ministério da Saúde e a Diretoria de Vigilância Sanitária.

Nos dois primeiros meses de 2013, foram testados 58 presidiários do Distrito Federal e identificados três casos novos de tuberculose pulmonar. “Atualmente 16 internos fazem tratamento contra a doença” relata a enfermeira Simone de Souza, da Gerência de Saúde no Sistema Prisional da SES. Segundo ela, presos são uma população de risco para a tuberculose devido à privação de liberdade.

Celi Gomes