Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/08/13 às 11h55 - Atualizado em 30/10/18 às 15h06

Adolescentes têm atendimento especializado no DF

COMPARTILHAR

O Centro, localizado na região sul, já atendeu mais de três mil adolescentes

O Adolescentro da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES), localizado na SGAS 605, referência em pesquisa, capacitação e atenção à saúde do adolescente e família, realizou, entre os meses de março e junho, mais de três mil atendimentos mensais.  

De janeiro a junho de 2013, o serviço de pediatria atendeu 6.298 e a psicologia 4.162. Em outros atendimentos de maior procura no mesmo período se destacam a enfermagem com 1.990, a psiquiatria com 1.394, ginecologia e obstetrícia com 1.249; e serviço social com 1.250 atendimentos.

A equipe do Adolescentro é formada por pediatras, assistentes sociais, psicólogos, psiquiatras, neuropediatras, terapeuta ocupacional, enfermeiras e auxiliares de enfermagem especializados no atendimento ao adolescente e sua famílai.

No local são oferecidos serviços de acompanhamentos com clínico e avaliação biopsicossocial, psicoterápico para adolescentes envolvidos em algum tipo de conflito, com dificuldades escolares, com distúrbios mentais leves, bem como aqueles que sofreram violência sexual.

O atendimento em grupo ou individual e o acolhimento são realizados de segunda-feira à sexta-feira (exceto às terças-feiras de manhã), das 8h às 11h e das 14h às 17h. Já o atendimento especificamente para usuário de droga é feito pelo Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS) ADI III, que funciona no mesmo espaço físico do Adolescentro e tem o mesmo horário de atendimento.

O Adolescentro foi o primeiro serviço de adolescência implantado pela SES/DF há 29 anos na unidade de pediatria do Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF). Atualmente está subordinado administrativamente à direção da Regional Sul e, tecnicamente, ao Núcleo de Atenção Integral à Saúde dos Adolescentes e à Gerência de Saúde Mental.

Segundo a pediatra com especialização em Medicina do Adolescente, chefe-substituta do Adolescentro, Ana Paula Tuyma, “os programas de atenção ao adolescente em situação especial e vivência de violência sexual são fundamentados nos projetos de pesquisa desenvolvidos pela equipe, sendo uma referência importante para o serviço de atenção ao adolescente”.

Júlio Duarte

Leia também...