Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/06/13 às 13h13 - Atualizado em 30/10/18 às 15h06

Ambulatório de Geriatria e Gerontologia do HRAN atende 400 idosos cadastrados

COMPARTILHAR

Estudo, prevenção e tratamento de doenças e da incapacidade em idades avançadas

A Geriatria é a especialidade da medicina que foca o estudo, a prevenção e o tratamento de doenças e da incapacidade em idades avançadas. A gerontologia, por sua vez, significa o estudo do envelhecimento em si e inclui outras áreas da saúde como Enfermagem e Psicologia. Atualmente, o Ambulatório de Geriatria e Gerontologia do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN) atende 400 pacientes idosos cadastrados. A unidade é formada por dois geriatras, enfermeira, nutricionista, psicólogo e terapeuta ocupacional. 

“O geriatra é como se fosse um clínico geral do idoso”, resume o geriatra Sabri Lakhdari, responsável pelo Ambulatório do HRAN. Segundo o especialista, na primeira consulta, esse profissional faz uma síntese dos eventuais problemas existentes na área cardiovascular, respiratória, digestiva, endocrinológica, urológica, aparelho locomotor, bem como a avaliação sensorial, neurológica e psicológica do paciente. “Além disso, tentamos identificar os riscos em função do histórico familiar e dos hábitos de vida”, complementa Sabri.

De acordo com o especialista, os residentes em Clínica Médica do HRAN passam um mês no Ambulatório de Geriatria e Gerontologia do hospital para vivenciarem na prática, o atendimento aos idosos. “Começamos pelo básico como a avaliação do paciente, particularidades do envelhecimento e depois temas mais específicos como medicamentos inapropriados na terceira idade, o uso de vários deles ao mesmo tempo e o risco da interação medicamentosa. Também explicamos as particularidades das doenças mais prevalentes na terceira idade como, por exemplo, o mal deAlzheimer”, relata Sabri.

Para ser atendido no Ambulatório de Geriatria e Gerontologia do HRAN, o paciente precisa preencher critérios específicos de encaminhamento como, por exemplo, ter 80 anos ou mais e a partir dos 60 anos com pelo menos um dos indicativos: dependência em atividades básicas de vida diária; incapacidade cognitiva (declínio cognitivo, demência, depressão, delirium/confusão mental); parkinsonismo; incontinência urinária ou fecal; imobilidade parcial ou total; instabilidade postural (quedas de repetição, fratura por baixo impacto – fêmur); cinco ou mais diagnósticos de doenças; fazer uso de cinco ou mais medicamentos contínuos e descompensações clínicas ou internações frequentes.

A paciente M., de 83 anos, faz acompanhamento no Ambulatório de Geriatria e Gerontologia do HRAN desde 2008 e apresenta hipertensão, diabetes e osteoporose. “O atendimento é maravilhoso. O doutor Sabri cuida de mim”, comenta. “A paciente quebrou o fêmur há pouco tempo, fez a colocação de prótese e faz uso de bengala. Por apresentar instabilidade postural com risco de queda, fiz o encaminhamento para a fisioterapia”, conta o geriatra. 

Mais informações podem ser obtidas na Secretaria do Ambulatório de Geriatria e Gerontologia do HRAN segunda, quarta e sexta-feira, de 8h ao meio-dia e de 13h às 18h, terças e quintas, de 8h ao meio dia, ou pelo telefone 3327-8471.

 

Patrícia Kavamoto