Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/06/20 às 14h20 - Atualizado em 24/06/20 às 14h29

Caps AD do Itapoã retoma o atendimento em prédio reformado

Durante as obras, os pacientes foram atendidos em outro endereço

 

GUILHERME PEREIRA, AGÊNCIA SAÚDE

 

Fotos: Divulgação/Secretaria de Saúde

O atendimento ao público do Centro de Atenção Psicossocial de Álcool e Drogas (Caps AD) do Itapoã voltou a ocorrer no prédio localizado na quadra 378. O local passou por reformas e transferiu os atendimentos, durante as obras, para um espaço na Horta Comunitária  da região. O prédio, completamente reformado, foi entregue na última quinta-feira (18) e já voltou a atender os 680 pacientes com cadastro ativo na unidade.

 

Troca de pisos e forros, nova pintura, expansão do teto de algumas áreas internas, além da construção de uma recepção e de uma área externa na unidade. Essas foram as reformas pelas quais o caps passou. A unidade foi fechada para obras no dia 6 de março e, agora com um espaço renovado, os portadores de necessidades especiais contam com um centro de atendimento acessível tanto na área interna, quanto externa.

 

“O novo espaço garantirá maior satisfação e qualidade no atendimento ao usuário. Além disso, ficou mais claro, arejado e a equipe poderá atuar com maior satisfação”, afirma a diretora de Atenção Secundária da Região de Saúde Leste, Jane Sampaio Carvalho.

 

Inaugurado em 2011, o Caps AD do Itapoã oferece à comunidade um atendimento multidisciplinar em relação aos transtornos decorrentes do uso abusivo de álcool e de drogas. Jovens acima de 16 anos que residam na Região de Saúde Leste podem procurar o centro. É necessário ter em mãos um comprovante de residência e o cartão do SUS.

 

Ao todo, estima-se que 7,2 mil pessoas já foram atendidas pela unidade. Além dos atendimentos grupais, o centro também realiza visitas domiciliares e atividades externas para fomentar a reinserção dos pacientes na sociedade. Pessoas com deficiência, idosos, gestantes, lactantes, pessoas com crianças de colo e os obesos têm prioridade de atendimento no Caps AD, nos termos da legislação distrital.