Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/11/12 às 17h27 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Atendimento a Adolescentes é discutido em Taguatinga

A equipe do Ambulatório de Adolescentes de Taguatinga (AADOT) – antigo Programa de Atenção Integral ao Adolescente (Praia), promove nesta quinta-feira (22), um fórum de discussão sobre a Adolescência e suas Peculiaridades. Entre os objetivos, destaca-se a busca da excelência ao atendimento, por meio de discussões técnicas e troca de experiências entre os profissionais que trabalham com adolescentes.

O fórum será realizado no auditório da Unidade Mista de Taguatinga (UMT), na C 12, Área Especial, a partir das 8h30. Os profissionais convidados falarão sobre gravidez na adolescência; alterações comportamentais; aspectos neuropsiquiátricos dos comportamentos adictos (sustâncias que geram dependência), entre outros assuntos.

O AADOT atende uma média de 540 usuários, entre adolescentes e pais, mensalmente. São realizadas reuniões quinzenais com os pais, as chamadas Oficinas de Pais. Além desses grupos há ainda atendimento com psicólogo, assistente social, ginecologista, clínico geral e equipe de enfermagem.

Segundo a coordenadora do AADOT, Rita de Cássia, boa parte dos adolescentes que procura o programa é referendada pelas escolas públicas, pois apresentam dificuldade de aprendizagem ou tem algum tipo de conflito familiar. “Mas atendemos também aqueles adolescentes que são encaminhados das unidades básicas de saúde da região sudoeste que têm algum tipo de problema que necessita de uma atenção mais especializada”, diz a coordenadora.

O fórum de discussão sobre adolescência faz parte de uma série de eventos promovidos pela UMT para discutir os ciclos de vida. Em junho foi discutido o atendimento ao idoso e no próximo ano serão abordados assuntos relacionados à infância.

Regina Célia