Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/07/13 às 18h39 - Atualizado em 30/10/18 às 15h06

Atendimento noturno em dez centros de saúde

COMPARTILHAR

Consultas à noite ampliam acesso aos serviços de saúde

A Secretaria de Saúde oferece atendimento noturno em dez centros de saúde do DF, das 18 às 22h, de segunda a sexta-feira, para atendimento a casos menos graves, como cefaleia (dor de cabeça), vômito, diarreia, dor abdominal, febre, lombalgia (dor nas costas) e escorriações em decorrência de quedas.

O serviço é oferecido nos Centros de Saúde nº6 e 8 de Ceilândia, nº4 do Guará, nº1 da Candangolândia, nº2 de Santa Maria, nº 2 do Núcleo Bandeirante, nº3 do Riacho Fundo, nº3 de Sobradinho II, nº2 do Recanto das Emas e nº 16 do Varjão.

“O Terceiro Turno possibilita atendimento noturno ao usuário sem condições de se ausentar do trabalho durante o dia para procurar uma unidade de saúde. Esse modelo amplia o acesso ao paciente em situação menos grave, podendo buscar atendimento nos centros que oferecem esse serviço”, comenta Rosalina Sudo, subsecretária de Atenção Primária à Saúde.

No centro de saúde nº16, no Varjão, o Terceiro Turno teve início em abril desse ano. Realizado por médicos, odontólogo, enfermeiro e auxiliares de enfermagem, o atendimento noturno ocorre em dois dias da semana, segundas e quartas-feiras, das 18h às 22h.

A diretora Regional de Atenção Primária à Saúde da Regional Norte, Amália Dorsch, informa que o centro de saúde 16 é a primeira unidade da Região Centro-Norte a oferecer o terceiro turno, além de contar com o Programa Saúde do Homem.

Nas segundas-feiras, os atendimentos são voltados à Saúde do Homem e nas quartas, à Saúde da Mulher. Nos dois dias são desenvolvidas atividades com grupos de hipertensão, diabetes e tabagismo.

Na Saúde do Homem, o paciente é atendido na Clínica Médica. Na Saúde da Mulher, o centro desenvolve um trabalho de prevenção, na Ginecologia. “O Terceiro Turno contabiliza uma média de 40 atendimentos por noite”, comenta o gerente do CS16, o odontólogo Luiz Claudio Modesto.

Na Saúde da Mulher também é feito o planejamento familiar. O gerente explica que quando a consulta é marcada no período da manhã, apenas a usuária do centro comparece pois, geralmente, o marido está no trabalho. “O atendimento é mais eficaz quando conseguimos trazer o casal para a unidade e o Terceiro Turno possibilita a aproximação entre os dois, além de facilitar o diálogo”, esclarece o gerente.

O Ambulatório de Periodontia do CS16 também funciona no Terceiro Turno. É o primeiro ambulatório de odontologia vinculado aos grupos de hipertensão, diabetes e tabagismo. Os pacientes são agendados tanto paras as consultas como para as cirurgias e não há lista de espera.

“O diabetes influencia na evolução da doença periodontal. E a severidade da doença periodontal influencia o controle do diabetes. Realizamos o tratamento desses pacientes e é feito um acompanhamento de três em três meses juntamente com o controle do médico”, explica o odontólogo.

Centros de Saúde com atendimento no terceiro turno:

Ceilândia – Centro de Saúde nº 06 – EQNP 10/14 lotes E,F,G,H
Ceilândia – Centro de Saúde nº 08 – EQNP 13/17 AE – A, B,C,D
Guará – Centro de Saúde nº 04 – Área Especial 03 – Setor Central Lote 00000 Vila Estrutural
Candangolândia – Centro de Saúde Nº 01 – EQ 5/7 AE
Santa Maria – Centro de Saúde nº 02 – EQ 217/ 317
Núcleo Bandeirante – Centro de Saúde nº 02 – 3ª Avenida nº 03
Riacho Fundo I – Centro de Saúde Nº 03 – QN 7 área especial 9
Sobradinho II – AR 13 CONJ.7 lote 1
Recanto das Emas – Centro de Saúde nº 02 – Quadra 102, A.E 1
Varjão – Centro de Saúde nº 16 – Quadra 05 conj. A lt. 17 Área Especial – Varjão do Torto

Patrícia Kavamoto

Leia também...