Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/09/13 às 19h03 - Atualizado em 30/10/18 às 15h07

Banco de Leite Humano de Taguatinga completa 35 anos

COMPARTILHAR

Programa de amamentação no HRT tem reconhecimento internacional

O Banco de Leite Humano do Hospital Regional de Taguatinga (BLH/HRT) completa nesta sexta-feira (20) 35 anos de funcionamento, em parceria com o Rotary Club de Taguatinga. A comemoração do aniversário contou com a presença de mães doadoras e receptoras de leite materno com os filhos, Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), servidores, rotarianos e colaboradores do banco.

O BLH deu ao HRT, em 1993, o título de primeiro hospital do Distrito Federal a ser reconhecido internacionalmente como “Hospital Amigo da Criança” e o quarto no Brasil, em virtude do trabalho de promoção, proteção e apoio à amamentação. A certificação como Amigo da Criança passa neste mês por reavaliação do Ministério da Saúde.

Em 1977, o trabalho do banco foi iniciado pelo pediatra Wilson Marra, com a parceira do Rotary Club de Taguatinga. Em 1991, a parceria foi firmada com o CBMDF, quando 11 bombeiros da 1ª Cia Independente de Emergência Médica realizava a coleta de leite materno nas residências das doadoras, trabalho que continua sendo responsável pelo maior quantitativo de litros de leite doados.

“Sinto-me muito feliz em ser mãe de três filhos e o meu leite ter alimentado outros recém-nascidos, que não tenho a idéia de quem são. Se eu pudesse, teria mais crianças, somente pelo prazer em doar o meu leite.”, relata Naldilene Rodrigues, 34 anos, que há 11 anos é doadora de leite materno ao BLH/HRT.

“Meu filho nasceu, em 2012, no tempo certo, com o peso ideal (2.700kg) e por não conseguir mamar, ficou com baixo peso. Procurei o banco e tive todo o cuidado necessário para que o meu bebê se recuperasse. Depois de cinco meses o meu leite aumentou e comecei a doar. Agradeço a cada profissional, que nos ajudou a sentir especiais”, descreve emocionada a receptora/doadora de leite materno, Tatiana Nunes Carillo, 32 anos, moradora de Taguatinga.

Ao completar mais de 30 anos de parceria com o BLH/HRT, os membros do Rotary Club de Taguatinga, falam da alegria em poder contribuir com uma causa tão nobre. “Sabemos que essa parceria exitosa, em promover a doação de leite, já ajudou muitas crianças a sobreviverem com qualidade”, disse o coordenador Distrital da Expansão Rotariana, Daltono Humberto de Souza.

Segundo o coordenador Geral de Saúde de Taguatinga, Otávio Augusto de Siqueira, o banco de leite tem muito a comemorar neste aniversário. “Desde 1977, quando o trabalho foi iniciado pelo pediatra Wilson Marra, com a parceira do Rotary Club de Taguatinga e do CBMDF, os esforços têm se somado em prol da promoção do aleitamento materno. Ao longo desses anos, o trabalho foi se fortalecendo. Desde então, os bebês que nascem do HRT têm a garantia de que não irá faltar leite materno para o seu desenvolvimento”, destaca.

“Com a chegada da maturidade, o BLH/HRT, continua a ser motivo de satisfação para os servidores. “Graças às condições estruturais do banco, temos como alimentar os nossos pequeninos, de forma natural, com as doações de leite materno, realizadas pelas mães (doadoras) que se sensibilizam com a necessidade de quem acabou de chegar ao mundo.”, disse a chefe do BLH/HRT, Laurene Passos.

Apontado como referência internacional, freqüentemente, o banco recebe delegação estrangeiras para conhecer a estrutura física e o padrão de atendimento. De janeiro a agosto deste ano, o BLH/HRT realizou 24251 atendimentos em grupo; 35708 atendimentos individuais; 7402 exames; 2460 visitas domiciliares; coletou 14573 litros de leite humano; distribuiu 10735 litros de leite; recebeu 481 doadoras de leite materno e atendeu 1403 receptoras.

Claudete Nascimento