Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/05/16 às 20h40 - Atualizado em 30/10/18 às 15h14

Base recebe novos equipamentos para Otorrinolaringologia

COMPARTILHAR

Novas tecnologias vão beneficiar pacientes com sinusite, e tumores na região auditiva e nasal

BRASÍLIA (10/05/16) – A unidade de Otorrinolaringologia do Hospital de Base recebeu dois novos aparelhos para cirurgias nasais e auditivas: o Microdebridador para tratamento de pacientes com sinusite crônica e tumores e o Drill Cirúrgico, indicado para procedimentos como retirada e tratamentos de infecções e tumores no ouvido.

Desde que foi instalado, há cerca de três meses, o Microdebridador já realizou mais de 40 cirurgias. Já o aparelho de Drill Cirúrgico deve entrar em funcionamento nos próximos dias.

“Queremos melhorar o atendimento à população, dar melhores condições de trabalho aos profissionais e principalmente diminuir a fila de pacientes que aguardam cirurgias nasais e do aparelho auditivo”, explica o Coordenador da Otorrinolaringologia, Ronaldo Granjeiro.

Um ganho importante do aparelho microdebridador é que ele remove as estruturas e ao mesmo tempo promove a aspiração das mesmas. Desta maneira, o processo é feito com um único instrumento. “Por isso, o equipamento acelera o procedimento cirúrgico e permite maior precisão, diminuindo o tempo em que o paciente fica exposto a anestesia e também o risco de sangramentos”, afirma o médico.

A paciente Hertha Maria Lobo Souza fez a cirurgia com o microdebridador há cerca de quinze dias e se sente muito bem. “Fiz a cirurgia de desvio de septo, retirada de pólipos nasais e de sinusite crônica tudo em uma única cirurgia. Não fiquei roxa após o procedimento, pois foi sem cortes e tive poucas dores no pós-operatório. Adorei o atendimento, foi excelente”, conta a paciente.

Francinaldo de Oliveira Araújo passou pelo procedimento, há dois meses, para tratamento de uma de sinusite crônica. Ele não conseguia respirar direito devido aos pólipos nasais ou carne esponjosa que se formam internamente no nariz. “A cirurgia foi bem rápida e hoje respiro muito bem” disse o paciente.

Com a chegada dos novos equipamentos, a Otorrinolaringologia do Base reforça a posição de referência neste serviço, já que é o único hospital da rede pública do DF que possui essa tecnologia explica Ronaldo Granjeiro.

Ao todo, a rede do Distrito Federal atende mensalmente nos ambulatórios de Otorrinolaringologia cerca de 1 mil e 500 pessoas. Na emergência esse número chega a 2 mil pacientes

Leia também...