Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/02/13 às 19h28 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Campanha de prevenção da violência no Paranoá

O Programa de Prevenção e Atendimento às Pessoas em Situação de Violência (PAV) da regional de Saúde do Paranoá realizou  uma campanha durante o carnaval na emergência do hospital. O objetivo foi ressaltar a importância da denúncia em possíveis casos de violência ou exploração sexual comercial de crianças e adolescentes na véspera do carnaval – período em que os índices costumam ser maiores.

Foram distribuídos panfletos do Disque Denúncia (100), dos Conselhos Tutelares e informativos sobre como proceder em casos de violência sexual para obter a profilaxia nas emergências de hospitais. Os envolvidos na campanha também montaram um mural com as principais informações sobre esses casos, que ficará exposto na emergência durante toda a próxima semana.

O PAV do Paranoá atende crianças, adolescentes, mulheres, além de idosos em situação de violência. Esse serviço é estendido às famílias e, eventualmente, também assiste homens em situação de violência doméstica/intrafamiliar.

O usuário pode chegar ao programa de diferentes maneiras. Pode ser identificado nos Centros de Saúde da regional ou na emergência do hospital. No entanto, também pode ter sido encaminhado por órgãos do judiciário, por Conselhos Tutelares e por escolas. A partir da identificação da situação de violência, o usuário é direcionado ao programa.

Somente no ano passado, foram notificados cerca de 300 casos de violência com crianças, adolescentes, mulheres e idosos no Paranoá. Pra diminuir esse número, o PAV também trabalha com a prevenção e promoção da saúde.

Rafaela Marrocos