Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/03/13 às 20h56 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

Campanha “Proteja Nossas Mulheres” continua até o fim de março

Não aceite a violência – Proteja Nossas Mulheres. Notifique! Este é o tema da campanha lançada no Dia Internacional da Mulher, que prossegue até o fim de março na rede pública de saúde do Distrito Federal. Durante todo o mês, os Programas de Pesquisa, Assistência e Vigilância em Violência – PAV – desenvolverão atividades voltadas para a prevenção e atendimento à violência contra a mulher, além de orientar a população sobre onde buscar ajuda. 

A campanha tem o objetivo de sensibilizar sobre a responsabilidade dos profissionais e  usuários dos serviços de saúde sobre a importância de proteger mulheres em situação de violência. A iniciativa visa, ainda mobilizar as mulheres sobre a possibilidade de sair da situação de violência.

 A mulher vítima de violência pode buscar apoio na rede de saúde do DF. Os PAVs contam com equipes formadas por médicos, psicólogos e assistentes sociais, preparados para acolher e oferecer atendimento necessário para por fim ao sofrimento decorrente de violência. Após a notificação da violência a mulher é orientada sobre seus direitos – Lei Maria da Penha –  sobre onde buscar proteção e responsabilização do agressor. Nas situações que envolverem ocorrência de violência sexual, a vítima receber a profilaxia, primeira dose de medicamento para prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST/Aids) e contracepção de emergência.

 As equipes dos PAVs atuam com o objetivo de atenuar os efeitos devastadores para a auto-estima, resultantes da violência doméstica e familiar contra a mulher, que decorre de maus-tratos, humilhações, agressões físicas, sexuais, morais, patrimoniais e psicológicas.  Os adoecimentos decorrentes da violência são atendidos nas unidades de saúde tanto para tratamento de ferimentos quanto para tratamento das doenças posteriores à violência.