Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/12/12 às 19h25 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

CAPS de Santa Maria receberá verba do Ministério da Saúde

O Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Flor de Lótus conta com um estimulo a mais para continuar desenvolvendo com excelência seu trabalho junto à comunidade de Santa Maria. A unidade garantiu para 2013 verba de instalação de R$ 100mil e um aporte mensal de R$ 39.780,00, após inserção no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), responsável por operacionalizar os Sistemas de Informações em Saúde, imprescindível ao gerenciamento eficaz e eficiente do SUS.

O repasse foi efetivado dois anos pós a inauguração do centro graças a execução de adequações exigidas pelo Ministério da Saúde e estabelecidas pela vigilância sanitária, realizadas nos últimos meses na estrutura do local. No Centro foram criados, por exemplo, dois leitos para desintoxicação branda de usuários.

O CAPS é um centro especializado no atendimento a dependentes de álcool e drogas, dentro das diretrizes determinadas pelo Ministério da Saúde e tem como foco o tratamento do paciente em liberdade, buscando sua reinserção social. No local é oferecido, de forma inteiramente gratuita, atendimento a pacientes que fazem uso prejudicial e abusivo de substâncias nocivas à saúde. A ideia é permitir o planejamento terapêutico dentro de uma perspectiva individualizada de evolução contínua.

Apenas em 2012 o CAPS de Santa Maria recebeu 9.206 pacientes em situação de vulnerabilidade devido ao uso de álcool e outras drogas, totalizando 13.398 atendimentos. Foram em média 42 atendimentos diários, com picos de até 72 em um único dia. O coordenador do centro de Santa Maria, Ademário Britto, comemora as conquistas ressaltando a importâncias da criação de uma rede de atendimento para oferecer oportunidades de uma nova realidade em todos os aspectos da reinserção social.

Segundo Ademário Britto, o desafio para 2013 é o funcionamento do centro 24 horas, inclusive nos finais de semana. Outra meta é a criação de um novo centro de apoio, o CAPSi, focado no atendimento a crianças e adolescentes.

Bruno Estrela