Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/04/13 às 22h34 - Atualizado em 30/10/18 às 15h04

Casa de Parto é reavaliada como Hospital Amigo da Criança

A Casa de Parto de São Sebastião recebeu nessa quinta-feira (18) a visita de nove técnicos do Ministério da Saúde, para reavaliação do título Hospital Amigo da Criança, concedido em 11 de janeiro de 2006, pelo MS .

A Casa de Parto recebeu também a visita de profissionais de saúde vindas de outros estados brasileiros como Bahia, Maranhão, Pernambuco, Minas, Santa Catarina e São Paulo. O grupo participa da oficina de “Qualificação e Boas Práticas em Saúde da Mulher”, por meio de questionários e levantamentos efetuados na unidade de saúde.

“Nosso objetivo é disseminar o conhecimento utilizado no dia a dia, pelos detentores do “Título” para todo o Brasil, agregando qualidade na melhoria das práticas realizadas nos Hospitais Amigo da Criança”, enfatiza a coordenadora técnica da Iniciativa do Hospital Amigo da Criança, Neide Maria Silva Cruz. Já a Dra. keiko Miyasaki Teruga, do Ministério da Saúde, fez questão de parabenizar o trabalho desenvolvido na casa de Parto de São Sebastião”. “entrevistamos as mães e acompanhantes e todos estão muito satisfeitos com o atendimento”, ressaltou.

Para o coordenador da Regional de São Sebastião, Marcus Costa, “é importante a presença de profissionais do Ministério da Saúde em nossa Casa de Parto, não só para renovarmos o nosso Título de Hospital Amigo da Criança como também obtermos o título de Hospital Amigo da Mulher” e darmos continuidade ao trabalho humanitário para toda a população da cidade”.

A reavaliação efetuada hoje, tem um novo formato: Além de amigo da Criança, há a busca pelo referencial de Hospital Amigo da Mulher.

Hospital Amigo da Criança

O título de Hospital Amigo da Criança foi conferido à Unidade Mista de Saúde e Casa de Parto de São Sebastião por representantes do Unicef e do Ministério da Saúde. Foi a nona instituição do sistema público de saúde do DF a receber esse credenciamento.

Para receber esse credenciamento a unidade de saúde passa, inicialmente, por uma pré-avaliação. Em seguida, recebe um certificado de compromisso, onde terá que cumprir, além das metas estabelecidas, os dez passos para o sucesso do aleitamento materno . Por meio de questionário, fornecido pelo Ministério da Saúde, a equipe é orientada a sanar as dificuldades que impedem a adoção dos Dez Passos, estipulando prazo para o cumprimento do estabelecido. Concluindo essa etapa, a instituição é visitada por uma equipe para a avaliação global.

A iniciativa de concessão do título de reconhecimento Hospital Amigo da Criança foi idealizada em 1990 pela Organização Mundial de Saúde e pelo Unicef para promover, proteger e apoiar o aleitamento materno. O objetivo é mobilizar os funcionários dos estabelecimentos de saúde para que mudem condutas e rotinas responsáveis pelos elevados índices de desmame precoce.

Ao assinar, em 1990, a Declaração de Innocenti, em encontro em Spedale degli Innocenti, na Itália, o Brasil, um dos 12 países escolhidos para dar partida à iniciativa, formalizou o compromisso de fazer dos 'Dez Passos' uma realidade nos hospitais do país. Em março de 1992, o Ministério da Saúde e o Grupo de Defesa da Saúde da Criança, com o apoio do Unicef e da OPAS, começaram buscar meios para implementar esse projeto.

A iniciativa é do Programa Nacional de Incentivo ao Aleitamento Materno (PNIAM/MS) e Iniciativa do Hospital Amigo da Criança, (IHAC), coordenação do Ministério da Saúde, para proporcionar meios para informar profissionais de saúde e o público em geral, trabalhar pela adoção de leis que protejam o trabalho da mulher que está amamentando, apoiar rotinas de serviços que promovam o aleitamento materno, combater a livre propaganda de leites artificiais para bebês, bem como bicos, chupetas e mamadeiras.

Marina Ávila