Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/12/12 às 18h46 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Ceilândia oferece atendimento especial para idosos

Assistência especializada no ambulatório de geriatria

Pacientes que necessitam marcar consulta com geriatra na Coordenação Geral de Saúde de Ceilândia (GCSC) contam com um ambulatório especializado. Toda sexta-feira, no período da manhã, um profissional de saúde acolhe todos os usuários com encaminhamento para a clínica especializada.Segundo Adrienne Toni Vieira, gerente de Políticas e Programas da CGST, responsável pelo ambulatório de acolhimento da geriatria, o serviço foi criado para orientar o idoso e seu cuidador. “Quando o usuário chega com encaminhamento, orientamos quanto à realização da consulta, fazemos uma avaliação geriátrica avançada e procuramos responder aos questionamentos dos cuidadores”, diz Adrienne Vieira.

A CGSC conta com duas geriatras, que além de fazer o atendimento aos idosos também realizam o matriciamento de geriatria nos centros de saúde. Segundo Adrienne Vieira, a cada 15 dias uma geriatra vai até um centro de saúde de Ceilândia e atende pacientes em conjunto com o clínico geral da unidade. Assim dúvidas mais frequentes quanto ao tratamento e patologias mais comuns relacionadas à terceira idade são esclarecidas e usuário pode ser acompanhado pela equipe do centro de saúde.

Outras ações que beneficiam os idosos de Ceilândia são as oficinas de prevenção de quedas e a Escola de Avós. A oficina tem por objetivo reabilitar os pacientes que já tenham sofrido algum trauma ósseo e também evitar novas quedas.

As atividades da Escola de Avós são realizadas mensalmente nas instalações do Corpo de Bombeiros Militar de Ceilândia, próximo ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC), com o objetivo de promover a saúde, a cidadania e valorização do idoso. Por meio de um circuito de saúde, diversos profissionais e voluntários fazem avaliação de fatores de risco e controle de agravos. São verificadas pressão arterial e a glicemia, realizadas atividades físicas e palestras educativas. As ações da Escola de Avós recomeçarão em março do ano que vem.

Regina Célia