Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/08/15 às 14h58 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Centro de Saúde/NB adota escuta qualificada para acolher paciente

COMPARTILHAR

Método não quer deixar usuário sem resposta

BRASÍLIA (19/8/15) – Os pacientes do Núcleo Bandeirante passaram a contar com um novo serviço de acolhimento no Centro de Saúde 2, localizado na Terceira Avenida AE 2. Mais do que receber o paciente, a nova “escuta qualificada” tema de uma oficina realizada nessa terça-feira (18), para os servidores, visa ouvir as queixas e preocupações do usuário e fazer um encaminhamento que resolva o seu problema.

O novo tipo de acolhimento, iniciado no Centro de Saúde no fim de junho, é direcionado a crianças, mulheres e adultos, que são atendidos na sala da criança, sala da mulher ou sala de acolhimento do adulto, onde também é feita a aferição da pressão arterial e medição do nível de glicose. Dependendo do caso, o paciente é consultado no mesmo dia por um médico da unidade, tem uma consulta marcada para dentro de alguns dias ou é encaminhado a um serviço de emergência: UPA ou hospital.

“O nosso objetivo é que o paciente não saia sem uma resposta. Ele é atendido e tem a sua demanda resolvida ou encaminhada de forma adequada”, relata a coordenadora geral de saúde, Wilna Célia Pereira, explicando que uma sala foi adaptada especialmente para o acolhimento, de forma que o paciente tenha privacidade para relatar o que está sentindo.

A chefe de enfermagem do Centro de Saúde, Valquíria Luiz, ressalta que o acolhimento humanizado com escuta qualificada é uma determinação do Ministério da Saúde e que os melhores resultados deverão ser obtidos num prazo de três meses a partir da implantação. “É quando os pacientes estarão acostumados com esse novo método que traz benefícios tanto para o paciente como para o processo de trabalho”, frisa.

Leia também...