Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/03/16 às 22h15 - Atualizado em 30/10/18 às 15h14

Centro obstétrico de Santa Maria é reaberto

COMPARTILHAR

Ala fechada desde julho recebeu reforço de pediatras e remanejamento de outros profissionais. Governador e secretário de Saúde estiveram hoje no local

Brasília (16/03/2016) –  O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, e o secretário de Saúde, Humberto Fonseca, reabriram oficialmente, no início da tarde desta quarta-feira (16), o Centro Obstétrico do Hospital Regional de Santa Maria. Em funcionamento desde a manhã, dois partos foram feitos até o início da visita das autoridades.

A reabertura foi possível devido à contratação de cinco pediatras, à ampliação de carga horária de outros quatro e ao remanejamento de 120 horas de um pediatra e de cinco neonatologistas do Gama. Após visita ao espaço, guiada pela diretora do hospital, Milen Costa Mercaldo, e acompanhada pelo administrador da região administrativa, Nery do Brasil, Rollemberg falou sobre o esforço do Executivo no setor. “A abertura vai melhorar muito a qualidade do atendimento na região, especialmente para nascimentos de alto risco.”

Por falta de profissionais, a ala de obstetrícia estava fechada desde julho de 2015. Os atendimentos de ginecologia, que funcionam no local, não foram paralisados. A unidade volta a ser indicada como referência para o atendimento de alta complexidade para gestantes.

O Centro Obstétrico do Hospital Regional de Santa Maria também receberá leitos de Unidades de Cuidado Intermediário Neonatal (UCINs). De 15 previstos, oito serão abertos ainda em março, segundo a Secretaria de Saúde. A medida é importante para liberar vagas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal.

Para isso, o secretário explica que será remanejada uma equipe do Hospital Regional do Gama. “Precisamos planejar para atender com qualidade”, afirmou Fonseca. A região administrativa vizinha continuará com serviços obstétricos, mas Santa Maria, pela estrutura e referência, receberá os casos de maior complexidade da Região Sul de Saúde, composta pelas duas cidades.

Consultórios e leitos -As mulheres que buscam os setores ginecológico ou obstétrico no Hospital Regional de Santa Maria são encaminhadas para uma sala de acolhimento, onde são preenchidas as fichas. Em seguida, vão para a área de consultórios, dotada de salas de ecografia, de medicação e posto de enfermagem.

De acordo com a pasta, a ala reaberta tem três centros cirúrgicos, 12 leitos pré-parto, quatro de observação, cinco de recuperação, 35 de alojamento conjunto, 10 de alto risco e cinco para pacientes da ginecologia.

Leia também...