Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/04/19 às 12h08 - Atualizado em 26/04/19 às 13h50

Na reta final da gravidez, gestantes participam de Chá de Bênçãos

 

 

Famílias partilham medos e inseguranças às vésperas da chegada dos bebês

 

“Ainda não tínhamos parado os três para viver o momento da gravidez”, contou Thays Mendes com sorrisos, ao ter a barriga pintada por sua primeira filha e pelo marido, Cadie Fernandes, que completou: “Na correria, não temos tempo de ficar juntos desse jeito, curtir a barriga. Agora, vamos repetir em casa”.

 

Foi pensando em proporcionar experiências como a vivida pela família da Thays que o Núcleo Ampliado de Saúde da Família da  UBS 1 de Taguatinga inovou e incluiu o Chá de Bênçãos nas atividades com as gestantes, nas últimas semanas de gestação.

 

“O chá já acontece entre as doulas e nas casas de parto. Queremos trazer essa experiência para Atenção Primária. É um momento de suporte emocional, de aproveitar as últimas semanas de gestação de uma forma diferente, partilhar medos e ansiedades. Dessa forma, a família toda abraça a gestação e também cria vínculos de confiança com os profissionais da UBS, que permanecem após o nascimento do bebê”, explica a nutricionista Odeth Oliveira.

 

COMEMORAÇÃO – Nesta quinta-feira, 25, aconteceu a terceira edição do evento, que teve uma comemoração especial pelo dia das mães. As atividades seguiram um roteiro, com a orientação da doula Yohanna Cordeiro, que coordenou a apresentação das mães e acompanhantes.

 

Ela estimulou as gestantes e familiares a compartilharem também os sentimentos e as expectativas da hora do parto. “É muito emocionante esse espaço de partilha e é muito importante parar para conversar, falar e ouvir. Além disso, muitas dessas mulheres sequer viveram essa experiência de receber massagem nos pés”, lembrou Yohanna.

 

O relato da doula é confirmado pela declaração da gestante Rita Fernandes, que está com 38 semanas. “A conversa tranquiliza porque a gente vê que os nossos medos também são os medos de outras grávidas na hora do parto. Percebemos que não estamos sozinhas. Além disso, a gente se sente muito especial”.

 

O marido de Rita, Elder, concorda e acrescenta: “É um momento único. A gente esquece os sofrimentos, as dores e até os enjoos que a gente vive junto, durante esse tempo de espera”.

 

PRESENÇA MASCULINA – Outra inovação é a presença do educador parental, Marlon Camacho, que, como pai de dois filhos, estimula a fala dos pais presentes ao evento e instiga sua participação durante a gestação e o parto.

 

“Assistir ao parto dos meus filhos foi a coisa mais linda que eu vi na minha vida. É um momento em que a gente celebra o amor, a vida. É um momento transformador. Ver a sua mulher ali, mostrando uma força absurda é incrível. A gestação, o parto, ainda é um assunto muito distante do universo masculino e precisamos mudar isso”, declarou Camacho.

 

MOMENTO FAMÍLIA – O Chá de Bênçãos é aberto à participação de toda a família das gestantes. Nesse evento, havia maridos, filhos, cunhadas, sogras e mães acompanhando as grávidas, vivenciando todas as experiências juntos.

 

Houve muita conversa, a coroação das mães, o escalda-pés com direito a massagem e muito carinho, a pintura das barrigas, sentindo a agitação dos bebês, que estão próximos do nascimento. O evento acontece uma vez por mês e é dedicado às gestantes com 32 semanas ou mais de gravidez.

 

 

Josiane Canterle, da Agência Saúde

Fotos: Mariana Raphael/Saúde-DF

 

Chá de bênçãos para gestantes na UBS 1 de Taguatinga