Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/06/15 às 18h22 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Conselho e Secretaria debatem infraestrutura e vigilância em saúde

COMPARTILHAR

Este é o sexto encontro sobre metas estruturantes para consolidação do SUS

BRASÍLIA (10/6/15) – Gestores da Secretaria de Saúde e conselheiros de Saúde do Distrito Federal realizaram, nesta quarta-feira (10), o sexto encontro para debater a consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS). Desta vez, o foco foi logística, manutenção e infraestrutura nas unidades de saúde, além da vigilância em saúde.

As primeiras informações foram quanto à execução orçamentária da Subsecretaria de Vigilância em Saúde (SVS). Nos últimos anos, o setor não chegou a utilizar nem mesmo 50% dos valores destinados. “Um exemplo é o segundo quadrimestre de 2014. O percentual de execução foi de 13% apenas. Muito baixo”, destacou o subsecretário, José Carlos Valença.

Valença – que também apresentou todas as diretorias a que está à frente e suas funções, a fim de discutir soluções para uma melhor performance da vigilância em saúde – defendeu que é necessário estabelecer uma mudança voltada para uma ação mais preventiva. “Temos que construir um modelo diferenciado para conseguirmos cumprir com as nossas metas”, disse.

Outro ponto em destaque foi a cooperação técnica firmada com o Ministério da Saúde para combater o mosquito da dengue. De acordo com ele, a SVS tem trabalhado de forma integrada com diversos órgãos, como administrações regionais e Serviço de Limpeza Urbana (SLU), para reforçar as ações de bloqueio de transmissão da doença. Com isso, de acordo com o último boletim epidemiológico publicado neste mês, a redução neste período já chegou a 39% comparada ao ano passado.

No quesito infraestrutura, os dados apresentados pela subsecretária de Logística e Infraestrutura da Saúde (Sulis) revelam vários avanços. Entre eles, há a renovação de seis contratos e celebração de mais dois para oferecer manutenção às unidades. Em vários hospitais ocorre a troca de elevadores, como no Base, onde 9 de um total de 12 já foram substituídos. Além disso, foi recuperada parte do Hospital do Guará, que beneficiaram inclusive a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Presidente do Conselho de Saúde, Helvécio Ferreira, avaliou como produtiva as reuniões, que culminarão em plenárias regionais e na 9ª Conferência de Saúde do Distrito Federal. “Esses encontros possibilitaram ao Conselho de Saúde, que representa os usuários do SUS e profissionais, um diálogo com os gestores para conhecer a real situação da pasta e buscar soluções em conjunto”, afirmou.

A partir das deliberações dos seis encontros, será elaborado um documento a ser apresentado pelo Distrito Federal na 9º Conferência de Saúde, nos dias 20 e 21 julho, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. O evento dará continuidade às discussões sobre o aperfeiçoamento no SUS e contará com a participação dos movimentos sociais, gestores e autoridades.

Leia também...