Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/03/16 às 14h00 - Atualizado em 30/10/18 às 15h14

Consumidores devem ficar atentos na hora de comprar pescados

Irregularidades cometidas pelos estabelecimentos devem ser denunciadas através do telefone 160.

BRASÍLIA (24/03/2016) – Com a chegada da Semana Santa, como já é tradição nesta época do ano, aumenta consideravelmente o consumo de pescados. Para resguardar os consumidores, a orientação da Vigilância Sanitária, da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, é que qualquer irregularidade cometida por estabelecimentos seja denunciada através do telefone 160, da Ouvidoria da pasta.

Por se tratar de um alimento perecível e que requer cuidados específicos, o consumidor deve redobrar os cuidados na hora da compra. Para os peixes frescos é necessário observar se os olhos estão brilhantes, as escamas não podem estar soltando e as brânquias devem ser de cor avermelhadas”, alertou o gerente de Alimentos da Diretoria de Vigilância Sanitária, André Godoy.

Além disso, Godoy ressaltou que o peixe fresco deve estar com ao menos 75% do seu corpo coberto por gelo ou em balcão refrigerado, desde que fechado. “Nos peixes congelados deve ser observada a integridade da embalagem e se possui o selo de registro do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A temperatura do peixe congelado deve estar inferior a -18°C e o resfriado entre 0°C a 4°C”, destaca Godoy. Já o bacalhau, um dos peixes salgados mais vendidos na Páscoa não pode apresentar manchas escuras ou avermelhadas.

Recomendações

• O estabelecimento deve ser organizado, limpo e sem vestígios de pragas (moscas, formigas, baratas, roedores e pombos);
• Os funcionários devem estar com os uniformes limpos e bem conservados. Aqueles que manipulam alimentos têm que estar com os cabelos protegidos por toucas ou redes, sem adornos (anéis, brincos, colares, relógios, piercings ou pulseiras) e com as unhas bem aparadas e sem esmalte;
• Verifique os prazos de validade e as recomendações dos fabricantes quanto à conservação e manipulação adequadas dos produtos comercializados embalados;
• Deixar para colocar o peixe no carrinho de compras já ao final das compras, para que não fique muito tempo sem estar refrigerado;
• Não deixar o peixe muito tempo dentro do carro.