Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/06/15 às 16h33 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Descartada suspeita de ebola no DF

COMPARTILHAR

Após tomados os procedimentos padrões e feitas as investigações, concluiu-se que paciente não está com a doença

BRASÍLIA (18/6/15) – A Secretaria de Saúde descartou a suspeita de contaminação por ebola em um paciente de 41 anos que havia dado entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Sobradinho. A suspeita foi descartada na madrugada de hoje e ele já recebeu alta. Segundo a pasta, as investigações concluíram que homem não esteve na Libéria, como havia informado, e que não procede a história de que um amigo havia morrido em São Paulo com a mesma doença. As informações foram repassadas em coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira (18).

De acordo com o subsecretário de Vigilância à Saúde, José Carlos Valença, o paciente chegou à unidade de saúde com febre no dia 15 deste e foi diagnosticado com infecção urinária. Na quarta-feira (17), ele voltou à UPA com a informação de que teria viajado à Libéria, país no ocidente da África que já enfrentou uma endemia da doença, mas que não apresenta nenhum caso desde maio.

Diante isso, os protocolos necessários foram iniciados: isolamento imediato, informação do caso ao Ministério da Saúde e investigação. “Passamos a investigar profundamente toda a história do paciente. Os médicos fizeram a avaliação e, em função das histórias contadas por ele e por seus familiares, chegamos à conclusão de que algumas informações não eram verdadeiras e de que não havia evidência de infecção por ebola”, explicou Valença.

“O protocolo que estabelecemos ano passado funcionou de maneira correta e todas as ações foram feitas em tempo hábil a ponto de conseguirmos descartar o caso em poucas horas”, destacou chefe do Núcleo de Controle de Endemias, Dalcy Albuquerque.

Leia também...