Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/05/18 às 13h24 - Atualizado em 30/10/18 às 15h19

DF abre Dia D contra Influenza com olhar especial para crianças

 

Governo espera que mais crianças procurem a vacina – Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

 

Neste sábado (12), até as 17 horas, 104 salas de vacina participam do Dia D contra a influenza. A expectativa é imunizar pelo menos 150 mil pessoas ao longo do dia e alcançar 80% do público-alvo.

 

O lançamento do Dia D ocorreu nesta manhã na Clínica da Família 1, da Unidade Básica de Saúde (UBS) de Nova Colina, em Sobradinho, com a presença do governador Rodrigo Rollemberg e do ministro da Saúde, Gilberto Occhi.

 

O governo espera que mais crianças procurem a vacina, já que é o grupo mais vulnerável, mas com a menor porcentagem de imunização até agora.

 

“A gente espera chegar perto de 80% do público-alvo hoje. Fazemos especialmente um apelo às mães, para que tragam suas crianças porque a gripe pode ser evitada”, disse Rollemberg.

 

Marizete Silva, de 38 anos, era uma das primeiras da fila. Ela levou a filha Sarah, de 3 anos, para receber a dose. “Aproveitei o sábado, que é um dia mais tranquilo, e vim. Quanto antes, melhor.”

 

A campanha começou em 23 de abril e terminará em 1º de junho. O objetivo é que, nesse período, 706.988 pessoas sejam vacinadas em todo o DF.

 

O secretário de Saúde, Humberto Fonseca, explicou que a campanha é nacional e o público-alvo é estabelecido em função do maior número de casos de gravidade pelos vírus influenza.

 

“A vacina cobre três vírus: H1N1, H3N2 e o B. Crianças abaixo de 5 anos, especialmente as que estão entre 6 meses e 1 ano, e os idosos acima de 60 anos são os mais vulneráveis a contrair formas graves da doença”, alertou o secretário.

 

Os postos abriram às 8 horas. A meta é vacinar 90% de cada um dos grupos de risco, que são:

 

. Crianças abaixo de 5 anos

. Idosos com mais de 60 anos

. Gestantes

. Puérperas

. Pessoas com doenças crônicas

. Profissionais de saúde

. Professores

. População indígena

. Internos do sistema prisional

. Jovens de 12 a 21 anos que estejam cumprindo medida socioeducativa

. Trabalhadores do sistema socioeducativo e do sistema prisional

 

No caso de quem tem doença crônica, é necessário levar uma indicação do profissional de saúde que indique a imunização.

 

As vacinas durante todo o sábado serão exclusivamente contra a influenza, que protege contra os três vírus com mais ocorrência durante o ano passado.

 

Na segunda-feira (14), a vacina volta a ser aplicada em 114 salas, de acordo com o horário de funcionamento de cada unidade da rede pública de saúde. A campanha começou em 23 de abril e terminará em 1º de junho. O objetivo é que, nesse período, 706.988 pessoas sejam imunizadas.

 

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO – Em 2018, foram notificados 581 casos pela síndrome respiratória aguda no Distrito Federal, dos quais 50,6% foram positivos e 23,4% seguem em observação.

 

Até agora, foram registradas cinco mortes pela síndrome, entre as quais, três crianças menores de 1 ano, um idoso e um adulto.

 

TEXTO: Agência Brasília

 

 

 

DF abre Dia D contra Influenza com olhar especial para crianças