Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/01/22 às 21h08 - Atualizado em 8/01/22 às 9h45

DF ultrapassa a marca de 5 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 aplicadas

Apesar do número expressivo, objetivo é atender as pouco mais de 200 mil pessoas que ainda não iniciaram ciclo vacinal

 

HUMBERTO LEITE, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF | EDIÇÃO: MARGARETH LOURENÇO

 

Na tarde desta sexta-feira (7), o Distrito Federal superou a marca de 5 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 aplicadas. Ao todo, foram para 2.312.230 primeira dose, 2.131.592 para segunda dose, 58.413 dose única, 493.949 doses de reforço e 10.633 doses adicionais para imunossuprimidos. Total de 5.006.817 de vacinas aplicadas desde 19 de janeiro de 2021. Apenas hoje, foram 615 de primeira dose, 2.686 de segunda dose, 9.108 doses de reforço e 13 doses adicionais.

 

O secretário da Saúde, general Manoel Pafiadache, destaca que o número é expressivo “mas queremos que as mais de 200 mil pessoas que ainda não tomaram a primeira dose decidam receber o imunizante. Apesar de estarmos preparados com hospitais, com leitos, com insumos para enfrentar qualquer dificuldade maior, ainda é a vacinação a nossa maior defesa”, ressalta.

 

Em quase um ano de campanha, Saúde alcançou a marca de 5 milhões de doses aplicadas – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

A notícia chega no momento em que há aumento do número de casos, com 1.451 registrados, entre os dias 5 e 6 de janeiro, mas sem ocorrência de óbitos, desde o ano passado. “Agora, a gente observa aumento do número de casos de covid, mas redução em termos de casos graves e de óbitos. Sabemos que o efeito disso está ligado à vacinação”, destaca o coordenador de Atenção Primária à Saúde, José Eudes Barroso.

 

Ele avalia que há uma maior preocupação com a covid neste início do ano, o que amplia a vacinação. “Falar mais da doença, o recrudescimento com a variante ômicron, fez com que as pessoas também atentassem-se à busca da vacinação como mecanismo de proteção”, explica.

Estratégia

 

Os postos de testagem da covid-19 também incentivam a vacinação. “Todo ponto de testagem é também um ponto de orientação. Uma das perguntas que sempre é feita é se a pessoa tomou a vacina, e lhe são orientados os efeitos que a vacina tem em relação à proteção a casos mais graves”, reforça o médico.

 

Do dia 31 de dezembro até agora, ou seja, na última semana, 163.406 pessoas receberam a segunda dose, de reforço ou dose adicional. Porém, o coordenador de Atenção Primária à Saúde ressalta as 5.892 que iniciaram o ciclo vacinal em 2022. “A gente acredita que essa maior procura da população pela testagem contribui para a conscientização em relação à necessidade de tomar a vacina”, afirma.

 

Para o secretário adjunto de Assistência à Saúde, Fernando Erick Damasceno, a campanha de vacinação exigiu uma gestão administrativa atípica e complexa, e que o resultado alcançado hoje é fruto de um trabalho conjunto de todos os servidores da pasta. “É uma operação que envolve um grande esforço, que começou em janeiro de 2021, e não parou. Começamos uma operação nunca vista antes e o nosso resultado é a adesão da população ao procurar os postos e se vacinar”, reforça.