Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/06/19 às 13h36 - Atualizado em 28/06/19 às 13h58

Dois pacientes do Acre internados no Hran com queimaduras terão alta hoje

COMPARTILHAR

Secretária de Saúde daquele estado visitou Unidade de Queimados do hospital

 

Dois pacientes, vítimas da explosão de um barco em Cruzeiro do Sul, no Acre, receberão alta nesta sexta-feira (28) da Unidade de Queimados do Hospital Regional da Asa Norte (Hran). Pela manhã, o setor recebeu a visita da secretária de Saúde do Acre, Mônica Kanaan, que conheceu os pacientes e a unidade, com o objetivo de levar esse modelo para seu estado.

 

“Apesar de ter sido uma fatalidade, isso gerou a necessidade de planejarmos um centro de tratamento de queimados no Acre. Estamos aqui para acolher nossos acreanos e começar as tratativas para planejar um treinamento com especialistas do Hran e instalar um centro de tratamento no Acre, fazendo, depois, uma expansão para toda a região Norte”, disse Kanaan.

 

De acordo com a secretária, está sendo alinhada com a equipe do Hran uma capacitação  no estado, para treinar as equipes de saúde de lá. “Deixo meu agradecimento a toda a equipe do Hran, que recebeu muito bem nossos pacientes, e à boa vontade em nos repassar os conhecimentos e toda a expertise que só eles têm”, ressaltou.

 

“Como não existe uma residência específica nessa área, há a necessidade de treinamento de profissionais de várias especialistas. Já que a Unidade de Queimados do Hran é uma referência no país, esse estreitamento na relação com o Acre traz benefícios para expandir o atendimento. Espero que os pacientes se recuperem prontamente”, comentou o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, que acompanhou Mônica Kanaan no local.

 

A visita foi guiada pelo chefe da Unidade de Queimados do Hran, José Adorno, que apresentou a equipe multiprofissional, responsável pelos serviços e o fluxo de atendimentos no espaço. “Mostramos, e evidenciamos, a necessidade de implementar, em todo o país, unidades de referência com protocolos bem definidos sobre queimaduras. Aproveitando o apoio ao Acre, oferecemos nossa experiência para eles desenvolverem um tratamento adequado”, pontuou.

 

PACIENTES – Ao todo, quatro pacientes adultos, vítimas de queimaduras graves, foram transportados do Acre para o Hran, devido à explosão do barco no dia 7 de junho. Eles chegaram ao hospital no dia 13 de junho. Segundo José Adorno, com a alta de dois desses pacientes, a previsão é que os outros dois sejam liberados já na próxima semana.

 

Um dos que vai receber alta é José Francisco do Nascimento. Ele teve 27% do corpo queimado no acidente, mas agora, está feliz por poder voltar para casa. “Agradeço muito, porque o atendimento aqui foi muito bom. A cada dia, me sinto um pouco melhor. Estou confiante e ansioso para voltar”, confessou.

 

Já Francisco Rodrigues de Oliveira vai permanecer mais alguns dias na unidade, pois teve 32% do corpo queimados. Mesmo assim, sua recuperação está dentro do previsto, e ele já tem praticado exercícios físicos no hospital. “Estou me sentindo muito bem, graças a Deus. Fui bem tratado, a medicação e alimentação são boas, e faço exercício todo dia”, comentou.

 

“Os dois que receberam alta estão bastante avançados com relação à cicatrização. Os outros dois ainda requerem um tratamento com protocolo de coberturas especiais na unidade. Então, retivemos eles para avaliação e liberação na próxima semana. Assim que estiverem em condição, vamos encaminhá-los para que os profissionais de lá continuem o tratamento”, explicou Adorno.

 

COOPERAÇÃO – A logística de transporte dos pacientes mobilizou diversos órgãos de governo. Os pacientes começaram a ser transportados ainda na manhã de 10 de junho, numa operação logística articulada e colaborativa.

 

A ação envolveu a Unidade de Queimados do Hran, a Sociedade Brasileira de Queimados (SBQ), a Presidência da República, o governo do Acre, a Força Aérea Brasileira, a Unidade de Queimados de Belo Horizonte, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e toda a rede integrada do Sistema Único de Saúde.

 

SERVIÇO – O pronto-socorro da Unidade de Queimados do Hran funciona 24 horas por dia, com a presença de médico e enfermeiro especialistas em queimaduras. O serviço realiza de dez a 15 atendimentos por dia.

 

Quem chega, pelas portas do Ambulatório, é internado, se necessário, ou encaminhado para a continuidade do cuidado. O Ambulatório atende 250 pacientes por semana. Funciona de segunda a sexta-feira, com agenda aberta, pela manhã e à tarde.

 

Os pacientes internados no terceiro andar são classificados como grandes queimados ou queimados especiais (vítimas de queimadura química, de face, mão, genitália, ou grandes queimados – adultos, acima de 20% do corpo, e crianças com mais de 10% de área corporal queimada).

 

Por ano, a unidade atende de 250 a 300 pacientes internados. Eles recebem cuidados de equipe multiprofissional, formada por médicos clínicos, cirurgiões, anestesistas, enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos, assistente social, terapeuta ocupacional, além de psiquiatra, quando necessário.

 

 

Leandro Cipriano, da Agência Saúde
Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF