Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/01/20 às 16h23 - Atualizado em 17/01/20 às 16h23

Edital para construção do Hospital Oncológico sairá em fevereiro

Unidade resultará de um convênio entre a Secretaria da Saúde e o Ministério da Saúde

 

Uma força-tarefa liderada pelo presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) Candido Teles, e pelo  Secretário  de Estado de Saúde, Osnei Okumoto, foi formada na última quinta-feira (16) para agilizar aos projetos e licitações para construções da novas estruturas para a saúde pública do DF, com ênfase para edificação dos Hospitais  Oncológico e do Centro Sul.

 

O projeto para construção do primeiro Hospital Oncológico de Brasília, foi elaborado pela Novacap. De acordo com o Diretor de Edificações da Companhia, Francisco Ramos, o lançamento do edital deverá ocorrer em fevereiro. O Hospital Oncológico de Brasília é resultado de um convênio entre a Secretaria de Estado da Saúde e o Ministério da Saúde, que já assegurou aproximadamente R$ 112.000.00,00 para obra e que terá contrapartida do Governo do Distrito Federal.

 

A força-tarefa definiu também para fevereiro o lançamento do edital de licitação para contratação da empresa que irá confeccionar todos os projetos do Hospital Centro-Sul.

 

“Essa unidade será um verdadeiro divisor de águas na saúde pública do DF. Primeiro pela localização, no Guará II, abrangendo uma enorme parcela  de brasilienses, depois por seu tamanho e especialidades. Estamos trabalhando para que a unidade tenha  375 leitos, sendo 245 para enfermaria, 30 para UTI adulto, dez para a Neonatologia e 90 para o pronto-socorro. Ao todo, o hospital poderá ter 28 mil metros quadrados de área útil”, explicou o presidente da Novacap. A previsão é que a construção tenha início no segundo semestre de 2021.

 

UBS – No mês de fevereiro o GDF, através da Novacap,  dará início a construção de quatro unidades básicas de saúde são elas: UBS do Paranoá Parque , UBS do Jardins Mangueiral, UBS do Vale do Amanhecer, UBS de Ceilândia (Sol Nascente) e, em seguida, UBS de Buritizinho, que já está em processo de licitação. A Novacap também está trabalhando na elaboração de outros projetos para construção de novas Unidades Básicas de Saúde nas cidades: Gama, Estrutural, Sobradinho, Riacho Fundo, Samambaia, Santa Maria, Brazlândia e São Sebastião.

 

LEITOS DE UTI – Um dos maiores desafios nesse primeiro ano de gestão do  GDF é reduzir o déficit no número de UTI. Uma das soluções apontadas foi a construção de 50 novos leitos distribuídos em hospitais já existentes. Os técnicos da Novacap junto com a secretaria  de saúde, estão estudando a viabilidade de ampliar as redes dos hospitais com leito de UTI, devido a complexidade de implantar grandes reformas dentro dessas unidades.

 

Da Agência Brasília, com informações da Novacap