Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/09/21 às 10h00 - Atualizado em 8/09/21 às 10h17

Em um ano, cresce a cobertura vacinal do calendário básico

Mesmo assim, os índices ainda estão abaixo da meta; Saúde alerta para a importância de manter vacinação em dia

 

LÍVIA DAVANZO I EDIÇÃO: JOHNNY BRAGA I DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

A cobertura vacinal no Distrito Federal registrada no primeiro quadrimestre de 2021 voltou a subir em relação ao mesmo período do ano passado, mas segue abaixo quando comparado com o mesmo período de 2019. Os dados constam no informativo publicado pela Secretaria de Saúde. A análise é feita a partir das informações do calendário infantil, já que esse contempla a maioria das vacinas e é porta de entrada para o Programa de Imunização.

 

Sala de vacina – Fotos: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF

Segundo a enfermeira da área técnica de imunização da Secretaria de Saúde, Milena Fontes, as baixas coberturas vacinais observadas têm origem multifatorial. “Elas relacionam-se tanto às ações e serviços de vacinação em si – o acesso dos usuários às salas de vacinas, por exemplo – quanto ao desconhecimento da importância da vacinação por parte da população”, indica.

 

O alerta, de acordo com Milena, é no sentido de que sem uma boa parte da população imunizada, doenças já eliminadas ou em vias de eliminação podem retornar. No primeiro quadrimestre de 2021, apenas a vacina BCG atingiu a meta. As demais seguem abaixo do preconizado pelo Ministério da Saúde.

 

Desde 2020, a vacina BCG é disponibilizada nas maternidades dos hospitais regionais e na Casa de Parto.

 

Recém-nascido recebendo a vacina BCG – Fotos: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF

 

Meta

 

A meta de cobertura vacinal utilizada no DF segue os parâmetros do Programa Nacional de Imunizações (PNI), sendo de 80% para as vacinas contra o HPV e meningocócica C e meningocócica ACWY em adolescentes; 90% para as vacinas BCG e Rotavírus; e 95% para as demais vacinas indicadas na rotina do Calendário Nacional de Vacinação, inclusive a meningocócica C em crianças.

 

Ela destaca ainda que em todo ano é realizada a campanha multivacinação voltada para a atualização da caderneta de vacinação de crianças e adolescentes. Neste ano, a campanha está prevista para iniciar em outubro.

 

 

A orientação é que a população procure uma das salas para atualizar seu cartão vacinal. As vacinas do calendário nacional estão disponíveis nas salas de vacinação nas unidades básicas de saúde (UBSs). Veja a lista completa das salas de vacina de rotina aqui.