Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/05/19 às 17h55 - Atualizado em 10/05/19 às 17h55

Escola para deficientes visuais recebe ação na Semana de educação para a vida

COMPARTILHAR

 

Ao todo, 145.298 alunos participam do programa Saúde na Escola

 

Terminou, nesta sexta-feira (10), a Semana de Educação para a Vida. Desde segunda-feira (6), foram realizadas ações de prevenção e tratamento da pediculose (piolhos) e combate ao mosquito Aedes Aegypti em escolas. O último a receber foi o Centro de Ensino Especial de Deficientes Visuais, localizado na área de abrangência da Unidade Básica de Saúde 1 da Asa Sul.

 

A atividade desenvolvida foi realizada pelas equipes da Estratégia de Saúde da Família, equipe de saúde bucal e o Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF), com o envolvimento dos estudantes, familiares e profissionais da educação.

 

O colégio faz parte do programa Saúde na Escola, atende crianças, adolescentes e adultos, e é a única instituição educacional do Distrito Federal e Entorno especializada no atendimento ao estudante cego, surdocego e com baixa visão.

 

UBS e escola já realizaram, neste ano, outras ações de promoção da saúde, como a importância da alimentação para a saúde bucal, com orientações alimentares e atividades de higienização, evidenciação de placa bacteriana e encaminhamento responsável às unidades básicas de saúde de referência dos alunos, quando necessário.

 

PROGRAMA – O Programa Saúde na Escola (PSE), política intersetorial da Saúde e da Educação, foi instituído em 2007 (Decreto nº 6.286 de 05/12/2007). As políticas de saúde e educação voltadas às crianças, adolescentes, jovens e adultos da educação pública brasileira se unem para promover saúde e educação integral.

 

A Portaria nº 1.055, de 25/04/2017, redefine as regras e critérios para adesão ao PSE, ciclo de 24 meses. O Distrito Federal aderiu a esse novo processo com 258 escolas com o envolvimento de 145.298 alunos, o que representa o aumento de 90 unidades se comparado a etapa anterior.

 

Alline Martins, da Agência Saúde

Leia também...