Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/08/16 às 18h22 - Atualizado em 30/10/18 às 15h15

ESCS inicia o 3° modulo da Especialização em Gestão do Trabalho e de Educação na Saúde

COMPARTILHAR

O curso conta com 28 profissionais de gestão da SES e do MS

BRASÍLIA (3/8/2016) – O Curso de Especialização Lato Sensu em Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, promovido pela Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS) em parceria com a Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP/Fiocruz), iniciou, na última semana de julho, o terceiro e último módulo do curso sob o título Gestão do Trabalho. Os primeiros dois módulos abordaram questões sobre Introdução às Políticas Públicas e Gestão da Educação na Saúde.

De acordo com o coordenador da especialização, Luciano Camilo, o objetivo é qualificar os 28 profissionais da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) e do Ministério da Saúde (MS) ligados à gestão do trabalho e da educação que participam da especialização.

“Esta é a segunda vez que a ESCS, por meio da Coordenação de Pós-graduação e Extensão, executa a especialização, que conta ainda com o apoio logístico da Escola Técnica de Saúde de Brasília (ETESB). Em dezembro, os estudantes devem apresentar um artigo científico ou um projeto de intervenção no setor onde atuam para a conclusão e recebimento do certificado”.

O curso faz parte do Programa de Qualificação e Estruturação da Gestão do Trabalho e da Educação no SUS (ProgeSUS) do MS e a matriz curricular utilizada é originária da Fiocruz que oferece o curso em todo o país.

MÓDULO – A enfermeira e docente da graduação de Enfermagem da ESCS Geisa Vilarins, convidada para ministrar uma aula do último módulo sobre planejamento estratégico em saúde, afirmou que o objetivo é entender a situação de saúde e os problemas advindos da população.

“A proposta é entender os perfis socioeconômico, epidemiológico, político, e o que isso vai acarretar na saúde de modo que possamos intervir na realidade, melhorando e trazendo resultados positivos. Além disso, queremos capacitar esses recursos humanos para serem gestores do trabalho e agir estrategicamente dentro das unidades em que trabalham”, diz Geisa.

Para a estudante Maria das Graças Lopes, enfermeira e supervisora de enfermagem da unidade clínica médica internação do Hospital Regional de Ceilândia, a especialização superou suas expectativas.

“Espero que até o final desse módulo eu adquira bastante conhecimento e assim melhore minha atuação profissional na gestão do trabalho”, ressaltou.

A Especialização, que teve início em dezembro de 2015, é uma estratégia do MS para qualificar gestores em todo o Brasil e por isso é realizado em quase todos os estados do Brasil.