Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/01/14 às 18h10 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Espera por consulta em centro de saúde é de no máximo uma semana

COMPARTILHAR

Regional do Guará oferece 1400 vagas por semana

Os pacientes com consultas marcadas nos centros de Saúde da Regional do Guará, não esperam mais que uma semana para serem atendidos. Semanalmente, são oferecidas em média 1.400 vagas (Clínica Médica, Ginecologia e Pediatria).

A Regional do Guará conta com quatro unidades básicas de Saúde, além do Posto de Saúde do Lúcio Costa. Os serviços básicos são consultas, acolhimento, curativos simples e complexos, injeções especiais, troca de sonda nasogástrica, vacinas, nutrição entre outras atividades como as práticas integrativas à Saúde.

Na regional são realizados cerca de 56 mil atendimentos individuais por ano, que englobam, por exemplo, o paciente que procura o pré-natal, a odontologia e outros procedimentos realizados na sala de curativos e nutrição. Sem contar ainda os que passam pela coleta de material para exames laboratoriais e distribuição de medicamentos da farmácia (posto para distribuição de medicamento). A Estrutural conta também com o programa Estratégia em Saúde da Família que realiza o mesmo atendimento ambulatorial.

Pacientes que participam dos programas, como Hiperdia (Hipertensão e Diabetes), realizam pré-natal e crianças de até dois anos não precisam marcar consulta. O acolhimento envolve diversas situações como orientações sobre DST/AIDS, tuberculose e hanseníase, entre outros. Samara Lopes, gerente do Centro de Saúde nº 01, afirma ainda que o acolhimento é a mesma sala que funciona no hospital e ainda separa vagas para emergências. O servidor está ali para ouvir a queixa do paciente, procurar a melhor solução e encaminhar.

“O acolhimento está preparado para dar diversas informações. Todo paciente é avaliado. Além das marcações, trabalhamos com uma reserva estratégica de vaga para quem precisa de atendimento imediato. A suspeita de dengue é uma delas. Também recebemos pacientes que são encaminhados do pronto-socorro pela classificação de risco. As vagas dos pacientes que faltam também são substituídas”, assegurou.

A paciente Ingrid Andrade procurou o centro de saúde para marcar a primeira consulta e elogiou o serviço realizado pelas enfermeiras no acolhimento. “Elas perguntam tudo e essa conversa quebra o gelo. Já vim na consulta e agora só marco o retorno”, afirmou.

Os centros de Saúde da Regional funcionam das 7h às 18h. No acolhimento, diariamente, são realizadas orientações em relação à disponibilidade de consultas e encaminhamentos pertinentes à saúde. Além de programas específicos em diabetes, hipertensão, DST/AIDS, tuberculose e hanseníase, entre outros.

Por Érika Bragança, da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa:
(61) 3348-2547/2539 e 9862-9226