Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/03/20 às 16h28 - Atualizado em 31/03/20 às 18h59

Evolução da Covid-19 é monitorada em tempo real

Dados fornecidos pelo Hospital das Forças Armadas fortalecem as estratégias de políticas públicas

 

Todos dados da evolução do novo coronavírus na capital são acompanhados de perto, em tempo real, pelo Governo do Distrito Federal. Atualizações sobre notificações e confirmações de toda a rede de saúde – pública e privada – servem para direcionar as políticas públicas de enfrentamento da Covid-19, a doença causada pelo novo vírus. Agora, o painel também inclui os casos registrados pelo Hospital das Forças Armadas (HFA), de competência da União.

 

Os dados sobre os pacientes atendidos naquela unidade foram entregues à Secretaria de Saúde na sexta-feira (20). A apresentação da lista permite o acompanhamento da evolução da pandemia e a definição de estratégias locais. O HFA comunicou às autoridades sanitárias da capital 17 casos de pessoas infectadas com o ví­rus causador da Covid-19, todos eles cuidadosamente monitorados.

 

Secretário-adjunto de Assistência à Saúde, Ricardo Tavares Mendes diz que o sistema de notificação do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) já passou a receber dados daquele hospital, com apontamento de notificações de casos suspeitos. Os dados são condensados e acompanhados diariamente pelo grupo executivo para o desenvolvimento de ações de prevenção e mitigação da doença.

 

Tudo é acompanhado de uma sala no primeiro andar do Palácio do Buriti, sede do GDF, equipada com três conjuntos de monitores que mostram as informações em tempo real. Por volta de 14h desta terça-feira (24), os aparelhos apontavam 161 casos confirmados, entre os quais oito pacientes seguem internados e 153 estão em quarentena domiciliar. Cerca de 66% dos 3.666 casos suspeitos já tinham sido descartados após exames naquele horário.

 

“Tivemos um aumento no número de casos confirmados porque ainda não tínhamos os dados do HFA inseridos no nosso sistema”, esclarece o secretário da Casa Civil, Valdetário Monteiro.

 

“Quando se têm informações corretas, concretas, e completas, conseguimos adotar políticas públicas como aquelas destinadas à diminuição do fluxo de pessoas nas ruas, como antecipação de férias escolares e fechamento de comércio, e considerar mudanças conforme avanço da doença”, diz.

 

O secretário esclarece ainda que, com o fornecimento dos dados, é possível estabelecer perspectivas a curto, médio e longo prazos. Por isso, todo o governo está envolvido no enfrentamento, controle e prevenção do novo coronavírus no Distrito Federal.

 

Da Agência Brasília