Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/06/18 às 7h28 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

Exames e consultas serão regulados regionalmente

Mudança vai agilizar marcação de consultas e exames – foto: Mariana Raphael, da Agência Saúde

 

A Secretaria de Saúde está mudando o modelo da regulação ambulatorial de centralizado para regionalizado. Assim, cada região de saúde terá seu próprio sistema de regulação, agilizando a marcação de consultas e exames e fazendo com que pacientes sejam atendidos nos hospitais e unidades básicas de saúde mais perto de casa.

 

O processo de migração foi iniciado em 15 de junho e deve ser finalizado no próximo domingo, 1º de julho. Durante este período, somente as consultas já agendadas foram ajustadas ao novo modelo. Novas marcações estão suspensas até a finalização do processo.

 

“O agendamento de pacientes que já estavam na fila de regulação foi feito para que não perdessem a vaga nem o prazo”, destacou o diretor de Regulação de Consultas e Exames, André Albernaz.

 

TREINAMENTO – Ele frisa, ainda, que todo o processo de migração foi feito com planejamento. “Tudo foi comunicado aos gestores, foram realizados treinamentos com os servidores da secretaria por profissionais do Ministério da Saúde”, completa.

 

Para Albernaz, a descentralização permitirá uma melhor avaliação de cada paciente, em sua região de saúde, e, assim, um atendimento mais rápido para quem precisa de agilidade.

 

Até o momento, a Região de Saúde Norte é a que está mais adiantada na migração. Por lá, já estão regulados mastologia, dermatologia, endocrinologia, oftalmologia, otorrinolaringologia e cardiologia. “Cada região de saúde terá um rol de exames e consultas regulados. Teremos um panorama geral, ao final de julho, quando saberemos quais exames e consultas estão regulados em cada local”, explica Albernaz.

 

TEXTO: Alline Martins, da Agência Saúde