Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/03/17 às 11h16 - Atualizado em 30/10/18 às 15h16

Exames preventivos de câncer fazem parte das ações do Dia da Mulher

COMPARTILHAR

Secretaria de Saúde fará mapeamento para agendar pacientes que estão há muito tempo sem fazer o rastreamento da doença

BRASÍLIA (8/3/17) – A Secretaria de Saúde preparou uma série de atividades em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março. Para as servidoras, a programação acontece entre esta quarta-feira (8) e sexta-feira (10), com palestras, dia de beleza e distribuição de brindes.

Para as usuárias da rede pública de saúde, a secretaria iniciará, neste mês de março, a busca ativa por mulheres que nunca fizeram exame preventivo para detecção de câncer no colo de útero ou que tenham feito há mais de três anos. O público alvo para rastreamento são mulheres com idade entre 25 e 64 anos.

“Não queremos que seja uma campanha, pois normalmente as mulheres que buscam durante este período são aquelas que geralmente já fazem acompanhamento. Vamos fazer uma busca dentro das regiões de saúde, para justamente atingir quem ainda não tenha feito o preventivo. Assim, podemos marcar a data certinha e ela já fazer o exame”, observa a assessora da Subsecretaria de Atenção Integral à Saúde (Sais), Daniela Magalhães.

A ação será desenvolvida por meio de visitas dos agentes de saúde da família, abordagem dentro das unidades básicas e divulgação interna em toda a rede de atendimento à saúde do DF. “Todas as unidades terão agenda livre para marcar os exames, sem um limite mínimo ou máximo de vagas”, afirma Viviane Albuquerque, técnica da área da Saúde da Mulher.

EXAMES – Com isso, a Secretaria de Saúde pretende dobrar o número de exames preventivos do câncer de colo de útero até o final deste ano. Atualmente, cerca de seis mil exames são feitos mensalmente.

O principal método e o mais amplamente utilizado para rastreamento de câncer do colo do útero é o teste de Papanicolau (exame citopatológico do colo do útero) para detecção das lesões precursoras.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), com uma cobertura da população-alvo de no mínimo 80% e a garantia de diagnóstico e tratamento adequados dos casos alterados, é possível reduzir em média 60% a 90% da incidência de câncer invasivo do colo do útero na população.

PROGRAMAÇÃO DIA DA MULHER
Local: Auditório da sede da Secretaria de Saúde
Dia: 8/3/17
8h às 10h – Palestra nutricional sobre feminilidade e nutrição, com brinde de 64 avaliações de bioimpedância para as participantes.

Dia: 9/3/17
10h – Palestra sobre violência, com Fernanda Figueiredo (Chefe do Núcleo de Estudos e Programas na Atenção e Vigilância em Violência)

Dia 10/3/17
10h – Palestra sobre autoestima no relacionamento, com a coach Janaína Bortolotti