Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/08/13 às 21h40 - Atualizado em 30/10/18 às 15h06

GDF ganhará hospital de referência em transplantes com 150 leitos

COMPARTILHAR

Unidades de Pronto Atendimento serão entregues no Entorno

O secretário de Saúde do Distrito Federal, Rafael Barbosa, participou de uma reunião nesta quinta-feira (29), com o ministro da saúde, Alexandre Padilha, e o governador do DF, Agnelo Queiroz, para discutir melhorias no Entorno e a construção do Hospital de Transplante no Distrito Federal.

Durante a reunião, foi discutida a criação de um grupo de gestão para debater melhorias no Entorno do DF. Uma das propostas apresentadas é a entrega de três Unidades de Pronto Atendimento – UPAs – já construídas em Valparaíso, Planaltina e Formosa. “A inauguração destas Unidades e a criação deste grupo ajudará a diminuir o fluxo de pacientes vindos destas cidades para o Distrito Federal”, afirmou o secretário, Rafael Barbosa.

Até o fim do próximo ano, o DF também contará com mais um hospital referência em transplantes – Hospital de Transplantes de Brasília – que será construído próximo ao Jardim ABC, na divisa do DF com o Goiás. A unidade contará com 150 leitos.

“Essa Unidade será construída com o objetivo de atender mais pessoas que necessitam do serviço que é destaque aqui no DF, e assim levará o nosso serviço a ser reconhecido internacionalmente como uma das unidades da Federação com maior doação de órgãos”, destacou Rafael Barbosa.

A nova Unidade, que atenderá a população do DF e Entorno, será construída pelo Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (ICDF), com recursos do Governo Federal – cerca de R$ 60 milhões. A Secretaria de Saúde do DF irá comprar serviços deste hospital, que será 100% destinado ao SUS.

Segundo o projeto, o Hospital de Transplantes de Brasília será sustentável e terá a utilização de energia solar e sistemas informatizados no atendimento aos pacientes – procedimento que reduzirá a quantidade de papel utilizada.

UPAs do Distrito Federal
As quatro Unidades de Pronto Atendimento – UPA – em funcionamento no Distrito Federal têm capacidade para tirar, diariamente, cerca de duas mil pessoas das filas das emergências dos hospitais. Com a entrega de mais duas unidades até o fim do ano, três mil pacientes poderão ser tirados das portas dos pronto-socorros, todos os dias.

Atualmente o DF conta com UPAs no Núcleo Bandeirante, São Sebastião, Recanto das Emas e Samambaia. As unidades de Ceilândia e Sobradinho têm previsão de entrega até dezembro.

Transplantes em 2013
Depois de conquistar o primeiro lugar no Brasil em captação de órgãos – com 32,7 doadores por milhão de habitantes -, o Distrito Federal está perto de alcançar patamares de países de desenvolvidos, conforme levantamento da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO).

De janeiro a junho de 2013 foram realizados 289 transplantes no Distrito Federal. Desses, 184 de córnea, 64 de rim, 24 de fígado, 17 de coração e 4 de medula óssea. Com esses números, o DF já é primeiro lugar no Brasil em transplantes de coração e córneas. Liderança já registrada em estatísticas anteriores. A novidade está na lista de cirurgias de fígado e rim, em que o Distrito Federal aparece, respectivamente, em segundo e terceiro lugares na classificação nacional. Em ambos os casos, houve o avanço de uma colocação no ranking.

Jozeías Nunes