Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/10/21 às 18h07 - Atualizado em 28/10/21 às 18h07

GDF inaugura Unidade de Pronto Atendimento Gama

É a segunda unidade de saúde entregue em dez dias e primeira do tipo na região Sul

 

CAMILA HOLANDA, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF | EDIÇÃO: JOHNNY BRAGA

 

A população do Gama ganhou, nesta quinta-feira (29), a primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA). A estrutura de saúde foi inaugurada pelo governador Ibaneis Rocha e pelo secretário de Saúde, general Manoel Pafiadache. A UPA, já em plena operação, está localizada no Setor de Indústrias e é a segunda unidade do gênero entregue em dez dias pelo Governo do Distrito Federal. A unidade é a terceira de uma série de sete UPAs que serão entregues até o final do ano.

 

UPA Gama tem capacidade de atender cerca de 4,5 mil pacientes por mês –  Foto: Davidyson Damasceno/Iges-DF

Como prestam serviços de urgência e emergência clínica, as novas unidades estão sendo construídas com o objetivo de desafogar os prontos-socorros dos hospitais da rede pública. No caso, a UPA Gama alivia diretamente o pronto-socorro do Hospital Regional do Gama (HRG), e desafoga, também, o atendimento na emergência do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), sob gestão do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde (Iges-DF).

 

“O HRG, assim como o HRSM, estava completamente sobrecarregado. Os hospitais estavam sendo a porta de entrada para a saúde nessa cidade, e nós sabemos que isso não pode acontecer”, destacou o governador Ibaneis Rocha durante a cerimônia de inauguração, que contou com a participação entusiasmada da população da cidade.

 

Inauguração da UPA Gama – Foto: Davidyson Damasceno/Iges-DF

O secretário de Saúde, general Manoel Pafiadache, afirma que a pasta segue empenhada em fortalecer a Atenção Primária à Saúde, para fortalecer ainda mais o vínculo dos cidadãos com os serviços médicos. “A inauguração dessa UPA caracteriza a preocupação do governo com a saúde da população. Nós estamos aproximando a saúde do povo”, enfatiza.

 

Nova unidade

 

A UPA Gama tem 1,2 mil metros quadrados e conta com dois leitos de atendimento crítico emergencial na Sala Vermelha, seis leitos de observação e um leito de isolamento na Sala Amarela, 10 poltronas de medicação/inalação e reidratação na Sala Verde, três consultórios e uma sala de classificação de risco.

 

A unidade tem capacidade para atender 4,5 mil pacientes por mês, o que representa 54 mil pessoas ao ano. O local também é equipado com laboratório para exames de urgência, eletrocardiograma e raio-x. Vale ressaltar que, pela normatização do Ministério da Saúde, laboratório e raio-x não são obrigatórios nas UPAs, mas foram acrescentados à unidade para dar maior agilidade aos atendimentos.

 

Foto: Davidyson Damasceno/Iges-DF

Cirene Silveira, presidente da Associação de Moradores do Setor Central do Gama, foi prestigiar a entrega da nova unidade médica. A moradora do Gama lembra que a população da cidade esperava há muito tempo pela construção da UPA, em um local que, há vários anos, era um terreno vazio. “Essa entrega representa muito para nós. Principalmente para quem mora aqui perto, vai ser uma maravilha”, comemora.

 

Na UPA Gama, o GDF investiu o total de R$ 6,9 milhões, sendo R$ 5,14 milhões em obras estruturantes e R$ 1,77 milhão em equipamentos e mobiliário hospitalar. O recurso é repassado pela Secretaria de Saúde ao Instituto de Gestão Estratégica de Saúde (Iges-DF), responsável pelas UPAs.

 

Foto: Davidyson Damasceno/Iges-DF

O general Gislei Morais, diretor-presidente do Iges-DF, agradeceu o empenho dos profissionais que trabalharam na construção da UPA, os quais, mesmo durante a pandemia, não mediram esforços para entregar o melhor resultado para a população.

 

“Durante a construção, nós só falávamos em números. Número de trabalhadores, de sacos de cimento, de tijolos. Mas o resultado nós não vamos mostrar em números, nós vamos mostrar aquilo que não é medido, mas que é sentido: nós queremos entregar dignidade à população do Gama”, disse Gislei.