Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/05/13 às 22h39 - Atualizado em 30/10/18 às 15h05

Governo Federal lança primeiro Centro Especializado em Reabilitação no DF

COMPARTILHAR

Novo atendimento funcionará na Unidade Mista de Saúde de Taguatinga

Foto: Renato Araújo

Pacientes com deficiência do Distrito Federal contam agora com o Centro Especializado em Reabilitação, na modalidade física e intelectual (CER II), lançado nessa terça-feira (07), pelo Ministério da Saúde na Unidade Mista de Saúde de Taguatinga (UMST), como parte da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência, destinada à inclusão dessa pessoas em toda a rede de serviços do Sistema Único de Saúde (SUS).

O objetivo do novo serviço é atender pacientes, em todas as faixas etárias, que precisam de tratamento especializado em reabilitação, diagnóstico, avaliação e orientação, dentro de uma estrutura adequada à sua condição física e mental.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, ressalta a habilitação do CER II em Taguatinga, como parte de uma série de ações que terão o aporte de R$ 205,2 milhões e vão beneficiar 944 mil pessoas por ano. “Ao completar 25 anos, o SUS precisa ser reorganizar para atender a todos, e principalmente os deficientes. A habilitação do primeiro CER II faz parte das medidas do programa Viver Sem Limite, do Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, lançado pela Presidenta da República, Dilma Rousseff, em 2012”, destacou o ministro.

Para o secretário de Saúde, Rafael Barbosa, o credenciamento do CER II no DF, dentre os 28 que serão habilitados pelo MS, é motivo de satisfação e garantia ao atendimento à saúde ao paciente portador de deficiência. “Este é um momento de muita alegria para todos, pois o Distrito Federal foi escolhido para o lançamento do CER II, e esperamos que, brevemente, possamos inaugurar o CER III e o CER IV.”

Dentre as medidas do Programa Viver Sem Limites anunciadas pelo Governo Federal no evento, destacam-se a entrega de um micro ônibus à UMST, que servirá de transporte gratuito para os pacientes da unidade, além da instalação de oficina de órtese e prótese, incorporação de novos modelos de cadeiras de rodas (adaptadas e motorizadas), capacitação de centro odontológico, disponibilização de acessórios para aparelhos auditivos (sistema FM) e ampliação do acesso a exames do Programa Nacional de Triagem Neonatal, que realiza o Teste do Pezinho.

Para ser credenciada pelo MS como CER II e fazer parte da Rede de Cuidados à Saúde da Pessoa com Deficiência, a UMT que já atendia aos critérios de implantação, passou por uma reforma na sua estrutura física. Os pacientes contarão com uma equipe de profissionais multidisciplinar, composta por neurologistas, psicólogos, terapeutas ocupacionais assistentes sociais e enfermagem. O novo espaço físico, numa área de 1700 metros quadrados, conta com sala de triagem médica e de enfermagem, sala de atendimento terapêutico em grupo infantil, guichês de atendimento com ampla visibilidade, vasos sanitários adaptados, aparelhagem destinada à reabilitação cognitiva e física, e acesso para cadeira de rodas utilizando os elevadores (entrada norte) e acesso as rampas (entrada sul).

Claudete Nascimento

Leia também...