Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/01/13 às 17h14 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

HBDF ganha recepção humanizada e novos leitos na Emergência

Equipamentos de ponta garantem atendimento mais rápido

O governador Agnelo Queiroz e o secretário de Saúde, Rafael Barbosa, visitaram nessa quinta-feira (23), o setor de emergência do Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) para acompanhar o funcionamento do novo sistema de classificação de risco da rede pública de saúde do DF, dotado de equipamentos de ponta para agilizar o atendimento ao usuário. “A classificação demora, atualmente, cerca de oito minutos. A partir da implantação dos novos equipamentos, o mesmo atendimento cai para menos de dois minutos e com maior eficiência técnica”, disse o gerente da Emergência do HBDF, Dr. Rodrigo Pinheiro.

Outra inovação no HBDF é a modernização da entrada do Setor de Emergência. As portas de ferro, que deixavam o ambiente escuro e pesado, deram lugar a vidros temperados transparentes, com ventilação permanente na parte superior. Na porta de entrada foram instaladas catracas de identificação eletrônica, o que possibilitará maior segurança e controle. “Ficou moderno, claro e arejado. O usuário encontrará um hospital mais humanizado e eficiente”, disse o governador Agnelo.

Novidades também no posto um da emergência, que ganhou mais oito leitos semi-intensivos, bem equipados. “Não se trata de um equipamento qualquer ao lado de cada leito, vocês estão vendo o que há de mais moderno no mundo”, vibrou o governador ao ver de perto as mudanças na unidade, ampliada de três para 11 leitos para politraumatizados.

Ao final da visita, Agnelo Queiroz e o secretário Rafael Barbosa visitaram as obras na UTI. Encontraram o andar praticamente pronto para receber os novos leitos. “Serão mais 26 novos leitos de terapia intensiva para somar aos 67 já existentes”, encerrou a diretora de atenção à saúde do HBDF, Dra. Janaina Miranda. Todas as melhorias já executadas e em andamento no Hospital de Base do DF fazem parte da política de humanização hospitalar implantada na unidade nos últimos dois anos.

José Roberto Bueno