Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/03/13 às 17h55 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

HMIB discute melhorias na comunicação interna

O Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB) recebeu nessa quinta- feira (07) a equipe de consultores da Política Nacional de Humanização do Ministério da Saúde, responsável pela Oficina de Horizontalização da Assistência. Gestores, servidores e estudantes do HMIB reuniram-se com os consultores do MS para propor melhorias relacionadas as possibilidades de implantação da horizontalização e os benefícios para o hospital.

A horizontalidade envolve a criação de uma equipe de referência multidisciplinar munida de todas as informações necessárias sobre a rotina e os cuidados com os pacientes, com o objetivo de evitar que a informação se perca nas trocas de plantão, além de assegurar maior qualidade na assistência. O foco é a organização dos processos de trabalho, a assistência contínua, o trabalho em equipe e a criação de vínculo e confiança com os pacientes.

Atualmente, um dos pontos críticos nos hospitais que contam com equipes de plantonistas é a comunicação entre as equipes e a responsabilização do cuidado. “Ter uma equipe de referência para criar e monitorar as rotinas será crucial para melhorarmos o atendimento. Não adianta colocar mais médicos e enfermeiros, sem melhorar nossa comunicação”, relata o chefe da Unidade de Gerência de enfermagem, Jamar. Eustáquio Alves.

Para a surpevisora da residência e docente da ESCS, Leticia Nicolette, melhorar o atendimento é mais simples do que parece. “Quando visitei o Hospital Sophia, em Belo Horizonte, referência em horizontalização da assistência, percebi que não é necessário muito para fazer a diferença. Precisamos entender as necessidades do paciente e ter comprometimento com ele. A nossa classificação de risco no centro obstétrico é o nosso maior exemplo”, diz a supervisora.

O evento proposto pelo colegiado gestor do centro obstétrico e apoiado pela coordenação da Regional Sul terá novas edições em 2013. “O que conseguimos hoje com a oficina superou as expectativas. A motivação do grupo será apoiada ao pactuarmos novos encontros para ampliar conhecimento e reflexão sobre a gestão da clinica, consolidando conceitos e qualificando o cuidado com os nossos pacientes”, finaliza a coordenadora da regional da Asa Sul, Roselle Bugarin Steenhouwer.

Ana Luiza Greca