Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/08/19 às 14h05 - Atualizado em 2/08/19 às 9h25

Hmib inaugura obras e inicia reforma de unidade para o Método Canguru

COMPARTILHAR

Há mais de 20 anos o hospital não passava por melhorias

 

Depois de seis meses, as obras do Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) foram inauguradas, nesta quinta-feira (1º de agosto). Há mais de 20 anos sem uma reforma estruturante, a unidade conta, agora, com mais de 2,7 mil m² revitalizados.

 

Tudo foi feito em seis etapas, sem interrupção no atendimento e sem fechar leitos. Diversos setores passaram por reformas, como os corredores do ambulatório, central e de acesso, Pediatria, Radiologia, Policlínica, o alojamento conjunto, onde ficam as mães e os bebês, e a Emergência Pediátrica.

 

Esta última teve a placa de inauguração descerrada pelo secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, e o governador Ibaneis Rocha. Na oportunidade, o chefe do Executivo local ressaltou a importância de a rede pública de saúde oferecer um acolhimento humanizado à população.

 

“Quando um hospital passa 20 anos sem uma manutenção, é um caos, e um descaso com a saúde e as pessoas. Mas hoje, com ações como essa, temos a satisfação de dizer que a saúde tem jeito”, afirmou o governador, ao lembrar que em sete meses de gestão foram reformadas seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM).

 

As obras fazem parte do SOS DF Saúde e contou com investimento total de R$ 866.455,58, recursos provenientes de um convênio firmado em 2008 entre a Secretaria da Saúde e o Ministério da Saúde, somente viabilizado na atual gestão. “Esse é um pleito antigo, e logo no primeiro mês de gestão o governador deu encaminhamento às obras. É com satisfação que, hoje, entregamos os resultados”, ressaltou o diretor do Hmib, Rodolfo Alves.

 

MÉTODO CANGURU – Além disso, foi iniciada no Hmib, no mesmo dia, a reforma da Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal (Ucin), fundamental para fortalecer a aplicação do Método Canguru (quando o bebê prematuro é colocado em contato pele a pele com a mãe ou o pai), já existente no hospital.

 

Com o novo espaço, será possível o Hmib atender completamente as normas do Ministério da Saúde, humanizando o ambiente e proporcionando um melhor cuidado com as mães e os bebês. O investimento total será de cerca de R$ 900 mil.

 

“Nesse novo local, haverá a humanização no atendimento, onde as mães e as crianças estarão sendo atendidas a contento, possibilitando que esse tipo de atendimento seja repercutido para toda a rede”, comentou o secretário de Saúde.

 

A nova unidade será instalada no antigo Centro Obstétrico, uma área de 450 m², que está sem uso no Hmib há pelo menos 20 anos. As obras incluem reforma de paredes, pisos, redes elétrica e hidráulica, banheiros, adequação de toda a área física, instalação de ar-condicionado e de rede de gás. A previsão é de que as reformas sejam concluídas em fevereiro de 2020. Durante as obras, não haverá prejuízo ao atendimento dos pacientes.

 

 

Leandro Cipriano, da Agência Saúde
Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF

Leia também...