Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/04/14 às 14h41 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Hospital do Gama necessita de frascos para a coleta de leite humano

COMPARTILHAR

Para suprir o aumento no número de doadoras 

Como o aumento nas doações de leite humano, que somente em março atingiu 58%, o Núcleo de Leite Humano do Hospital do Gama passou a necessitar de um estoque maior de frascos. Eles devem ser de vidro e com tampa de plástico (tipo café solúvel ou maionese) para armazenar o material coletado.

“Em março, foram realizados mais de 40 cadastros. Hoje contamos com 141 doadoras e já estamos com os estoques bem reduzidos. Precisamos no momento de 250 frascos que serão divididos para a coleta externa e para a pasteurização do leite”, informou a nutricionista Lílian Duarte.

Conforme a nutricionista, em fevereiro cem crianças que estavam internadas no berçário patológico e na maternidade foram alimentadas com o leite humano pasteurizado.

Qualidade garantida

O leite materno coletado passa por um rigoroso processo de controle de qualidade. Durante a análise do produto, é verificada a presença de impurezas e, quando encontradas, o leite é descartado. Quando aprovado, o produto vai para a pasteurização, onde os frascos permanecem na água quente numa temperatura de 64 graus Celsius por mais de 30 minutos. Depois, os frascos são resfriados e mantidos no freezer em uma temperatura de 18 graus negativos. O tempo de validade do leite pasteurizado e conservado nos potes é de seis meses.

Interessados na doação devem entrar em contato com o Banco de Leite do HRG.

Por Eliane Simeão, da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa:
(61) 3348-2547/2539 e 9862-9226