Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/12/12 às 19h17 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Hran comemora 28 anos de atividades

Unidade já realizou mais de 4 mil cirurgias neste ano

A Regional de Saúde da Asa Norte (Hran) completou 28 anos de funcionamento nesta terça-feira (4). Para comemorar, a direção da unidade prepara uma programação especial. Nesta sexta-feira (07) os festejos começam com apresentação da Banda do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, além de almoço e sorteio de brindes entre os servidores.

O Hran é referência em cirurgia plástica, bariátrica e no atendimento a queimados. Com uma área construída de 42 mil metros quadrados, o Hran é constituído de seis blocos interligados e presta assistência à saúde da população da Asa Norte, Lago Norte, Vila Planalto, Varjão e Cruzeiro. Cerca de 2.100 servidores integram o quadro da Regional que é composta pelo hospital e oito centros de saúde.

O hospital oferece atendimento ambulatorial em 17 especialidades, além de centro cirúrgico e unidade de terapia intensiva. A maior procura, no entanto, é pela emergência, nas especialidades de clínica médica, pediatria, ginecologia/obstetrícia, odontologia e cirurgia geral. De janeiro a outubro de 2012 foram realizados 138.065 atendimentos no Pronto-Socorro da unidade e o setor de internação  conta com 369 leitos.

Nos ambulatórios são realizadas consultas nas especialidades de cardiologia, dermatologia, queimados, cirurgia plástica, urologia, fonoaudiologia, alergia infantil, alergia adulto, oftalmologia, cirurgia ginecologia, reprodução humana, planejamento familiar, alto risco e pré-natal, mastologia, gastroenterologia, pneumologia, nefrologia, endocrinologia, psiquiatria, fisiatria, fisioterapia, psicologia, reumatologia, audiometria, hemamatologia, neurologia, odontologia, cirurgia bariátrica, otorrino. Até o mês de outubro, os procedimentos cirúrgicos eletivos e emergenciais nas especialidades de cirurgia geral, cirurgia plástica, cirurgia torácica, ginecologia, odontologia, oftalmologia, otorrino, urologia, cirurgia bariátrica e cirurgia vascular chegam a 4.416.

O médico Paulo Feitosa, ao assumir a coordenação do hospital – em janeiro de 2011 –, procurou recuperar a área física que se encontrava desgastada pelo tempo, promovendo obras em vários setores. O hospital ganhou o Bloco Cirúrgico Auxiliar que conta com quatro salas para pequenas e médias cirurgias, além da inauguração do Centro de Ensino e Pesquisa, Pronto-Socorro Obstétrico, Núcleo de Nutrição e Dietética, Unidade de Reabilitação e Sono, Reumatologia, Neurologia e Cirurgia Bariátrica, Unidade de Gastroproctologia, Diretoria Administrativa e o Refeitório. Foram inaugurados também os Centros de Saúde 12, 13 e 14 que irão auxiliar no atendimento à população. No hospital, estão sendo reformados 22 consultórios, no ambulatório, e 8 elevadores.Neste ano a Regional realizou mutirões de câncer de pele, reconstrução mamária e vesícula com objetivo de diminuir a fila de espera.

Histórico

O Hospital Regional da Asa Norte começou a ser construído em 1972 e teve as obras interrompidas em 1975. O projeto é dos arquitetos Oscar Walderato e Roberto Nadalutti. Em 1980 o governo Aimê Lamaison, tendo como secretário de Saúde Jofran Frejat, retomou a obra com algumas modificações na planta física original. Ao assumir o GDF, José Ornellas liberou recursos necessários para a conclusão do hospital.  

No dia 04 de dezembro de 1984, o Hran foi inaugurado com o objetivo de prestar assistência à saúde da população da Asa Norte, Lago Norte, Paranoá, Vila Planalto, Varjão e Cruzeiro. Com cerca de 42 mil metros quadrados de área, o hospital é dividido em seis blocos interligados. A obra custou ao GDF na época onze bilhões e quinhentos milhões de cruzados.

Paulo Herique Gomes